sexta-feira, 21 de dezembro de 2012


Mais um... 
O nosso caminho é feito pelos nossos próprios passos... Mas a beleza da caminhada... Depende dos que vão conosco!
2012 somei novos amigos a minha caminhada, amigos que surgiram de maneira insólita...amigos dos quais não necessito saber a cor dos olhos, do cabelo, da pele, pois eles me mostraram a cor de suas almas...amigos que com suas palavras que transpiram verdades, gestos de carinho sinceros e presença constante, conquistaram e cativaram meu coração. E ainda tenho meus Amigos antigos que são cativos há tempos. 
Agradeço ao Aniversariante do dia 25, Ele que muitas vezes é O esquecido da Festa, por nunca se esquecer de nos presentear.
Que em 2013 possamos continuar a desenhar, bordar e realizar nossos sonhos, desejos, aventuras, planos... que o Amor, a Paz, a Esperança e a Harmonia faça moradia em nossos corações.

que a tranqüilidade de recomeçar se torne o reflexo do amor. Um abraço bem apertado e um beijo gostoso. Obrigada a cada um de vocês que fizeram do meu caminho, dias deliciosamente felizes!

...porque hoje eu sou partida, amanhã eu sou chegada... na alma uma imensa saudade.  
2013 chegue  recheado de amor... (Bandys)♥



quarta-feira, 19 de dezembro de 2012


Desejo
  
Eu queria que você me tocasse

tão mágico, que eu fosse capaz de pressentir...

tão forte, que me marcasse por dentro...

tão leve, que eu tivesse que implorar...

tão urgente, como se fosse a ultima vez...

e tão lento, que transcendesse o tempo

e perpetuasse para outras vidas, 

toda a poesia desse momento. ...


o que habita em mim celebra o desejo que sinto por ti... (Bandys) ♥

domingo, 16 de dezembro de 2012


Nó na garganta

Nó na garganta
vazio no peito
mãos vazias, nuas
que andam nas ruas
sem encontrar.

Nó na garganta
vazio no peito
vontade de chorar
lágrimas que não
rolam no rosto,
brotam no coração
morrem na alma.

Nó na garganta
vazio no peito
injustiça no mundo
não sei explicar,
Choro, e choro.

Nó na garganta
vazio no peito
um grito de dor,
dor por não saberem
o que é o amor.

...a dor dá forma ao vazio e o coração ao silêncio...(Bandys) ♥
(um silencio pelas crianças da escola Sandy Hook - EUA)

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012



Candura

No olhar dos teus olhos vejo minha loucura

nenhuma viagem estará à altura

do meu amor doçura,

nem será clausura.

Nosso amor que a alma me cura

Vem, chega com bravura e toca com brandura...

Não carece rótulos só a enorme ternura

de duas criaturas sem frescura

sem nenhuma compostura,

quando me pega pela cintura

fazendo-me travessura.


...deixo-te livre dentro de mim, para que faça tua leitura...(Bandys) ♥

terça-feira, 11 de dezembro de 2012


São meus pés no chão
Na terra batida
No ar o cheiro de chuva.

São minhas mãos carentes
De toques decentes
Dos pingos desfeitos 
escorridos no meu corpo ausente.

São pedaços de mim
Indecentes pedaços
Com gosto de solidão.

São meus pensamentos trêmulos
Silêncios gritantes
Morrendo dentro de mim.

São minhas sementes
Brotando minhas esperanças
Nascendo feito jasmim...

..Os tons de laranja repartem o sol
que me beija os sonhos...(Bandys)♥ 

domingo, 9 de dezembro de 2012


Fecundei sentimentos pra unir nossas almas

Na poesia falei em rimas de amor.

Uni a terra com o céu, fiz nosso mundo...

Transcendi nossos horizontes em versos

E nossos caminhos se tornaram

O único lugar por onde o amor passeia e brinca...


...nossos olhos se acham em caminhos que
se chama amor. (Bandys) ♥

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012


Prece

Pedi aos céus
Raios de sol
Nuvens de qualquer forma...
Liberdade de vôos
Paz em tamanho
Chuva em gotas...
Anoitecer colorido
Brilho das estrelas.
Saúde eterna
Sonhos da lua,
Amor e amigos
Esperanças em ondas
Fé com sopros doces...
Sorrisos e flores
Proteção dos deuses.

..pra dividir com você, amor...(Bandys) ♥

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012


eu quero despir o seu pudor
na embriaguez do seu suor
no céu do amor
camuflado e aclamado pelo teu calor

quero te extasiar de prazer
te fazer relaxar e viajar noutra dimensão
quando o meu calor pisar o teu corpo
no torpor da explosão do gozo

nossos corpos cansados virão as estrelas cadentes
a lua será palco do nosso carinho
vamos satisfeitos admirar
a leveza do caminhar das nuvens

...a leveza do nosso amor. (Bandys)