domingo, 1 de março de 2009

Como fugir do meu destino
Se no sol do teu olhar eu me guio
Vou de olhos fechados, perco o rumo.
Dou-me conta do abismo, mergulho fundo
Ouço-te, me chamas com amor, te vejo...
Nado nas tuas retinas com o choro dos meus olhos
No seu rosto, com o sal da lagrima escrevo as iniciais
do nosso nome... E num piscar elas somem,
Fazem-me esquecer de mim, sigo...Não em vão
Perco-me em ti, estou no meu destino
Só pra te amar
Porque amo o meu destino.

...amo o meu destino, mesmo quando estou perdida,
porque perdidamente meu destino é o amor! ♥(Bandys)

35 comentários:

FERNANDINHA & POEMAS disse...

QUERIDA BANDYS, SUBLIME POEMA DE AMOR... MINHA AMIGA ADOREIIIIIIIIIIIII... UM GRANDE ABRAÇO DE CARINHO E TERNURA, FERNANDINHA

MB disse...

Querida Bandys,
Gostaria que nessas inicias constassem as minhas também, mas que de forma alguma sumissem. Meus olhos lacrimejam e suspiram de amor...
Muito linda como sempre....
Beijos do seu eterno apaixonado.
MB

Deusa Odoyá disse...

Olá minha estimada amiga Bandys.
E como foi seu carnaval?
Pulou muito....
Como sempre uma música gostosa de se escutar, com um poema lindo e sedutor.
Beijinhos, minha amiga.
Fique na paz.
Uma semana de muita paz, amor e luz.
Regina Coeli.

João Moreira disse...

Olá querida amiga,
É impossível fugir do nosso destino pois este é feito por nós…um poema de amor, que seja esse o destino..
Fica bem
Beijos perfumados

Anonymous disse...

Olá!
Vim lhe convidar para que conheça o meu trabalho de pintura em camisetas!
Até
http://ramasppfp.sites.uol.com.br/pinturaemcamisetas.htm

Anonymous disse...

O amor tem as suas razões, que a lógica não compreende, como o destino tem as suas ironias que a razão não explica...


Linda semana pra vc....bjinhos da Madrinha...Marcinha*

Everson Russo disse...

Eu vivo fugindo, se consigo eu não sei, me esquivo numa esquina e lá está ele na outra, não sei, gostaria de sentir esse amor todo de novo, essa face do novo, nessa intensidade, o amor é um perigo, mas acho que temos sempre que correr...muito lindo...beijos no seu coração, uma linda semana de poesia, amor e paz...

ps....sei não, acho que voce canta sim, é fã de Cazuza...já deve ter se esbaldado em algum show...rs..rs...

Everson Russo disse...

Eu vivo fugindo, se consigo eu não sei, me esquivo numa esquina e lá está ele na outra, não sei, gostaria de sentir esse amor todo de novo, essa face do novo, nessa intensidade, o amor é um perigo, mas acho que temos sempre que correr...muito lindo...beijos no seu coração, uma linda semana de poesia, amor e paz...

ps....sei não, acho que voce canta sim, é fã de Cazuza...já deve ter se esbaldado em algum show...rs..rs...

Ynot Nosirrah disse...

Companheiro(a), você foi indicado para receber um selo. Venha buscá-lo em http://conscienciaacademica.blogspot.com/2009/03/26-edicao-de-2009.html.

Pena disse...

Fugir ou não do destino, a sua poesia terna, doce e linda permanece com encanto e ternura.
Contemplativa. Fascinante. De lágrimas em "punho"...
Uma interiorização poética doce e contemplativa extraordinária.
Tão bela.
Beijinhos amigos de imenso respeito e estima.
Sempre a admirar o que "constrói" com um toque pessoal de magia nas palavras...

pena

Ava disse...

"Dou-me conta do abismo e mergulho fundo..."
Bandyz, esses mergulhos são o melhor da vida!
Nada como viver perigosamente... E com o coração transbordante de amor, isso é a melhor coisa...
Esse frio na boca do estômago é que nos mantém vivos!!!

Beijos e carinhos

Everson Russo disse...

Deixando aqui beijos carinhosos de paz, de poesia, desejando a voce uma semana cheia de sorrisos, abraços carinhosos e gestos verdadeiros, como me antecipei e comentei ontem, deixo Renato (1) pra voce...."...Quando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo, voce me veio como um sonho bom, e me assustei, não sou perfeito..." beijos

Everson Russo disse...

Deixando aqui beijos carinhosos de paz, de poesia, desejando a voce uma semana cheia de sorrisos, abraços carinhosos e gestos verdadeiros, como me antecipei e comentei ontem, deixo Renato (1) pra voce...."...Quando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo, voce me veio como um sonho bom, e me assustei, não sou perfeito..." beijos

A.S. disse...

O amor é sempre o destino de quem ama!... Intenso e implacável!

Quem não tem por destino o amor viverá num charco de sombras!


UM BEIJO...

ELANE, Mulher de fases! disse...

vale a pena se perder de amor, nao há medidas, nem receios, tudo q é medido é egoismo, menos amor...continue assim, nos presenteando com suas belas letras poéticas, só em ser fã do CAZUZA, já é top, tb amo Cazuza,Renato Russo,gdes poetas, q nos inspiram sempre...
ótima semana ,com muita luz e amor!!
lane

ELANE, Mulher de fases! disse...

Bandys, onde nao consegue?no blogspot?deu certo,seu coment está la
agora o do sergio ta meio ruim mesmo,mas é só tentar q da certo,o de vez em qdo venho aqui ta bem simples pra comentar.
qqer coisa me fala.
bj,ótima tarde, aqui ta um sol de rachar!
lane

Paula Barros disse...

Quando se tem o destino o amor, mesmo que se pense está perdido, o próprio amor nos acha de alguma forma.

Achei linda o todo, mas essa frase me encantou:

"nado nas tuas retinas com o choro dos meus olhos"

abraços

Tatiana Moreira disse...

Magicamente belo Bandys!
Uma ternura expressa de forma doce!

Muito bom estar aqui!

Um beijo com meu carinho

Olavo disse...

Minha querida obrigado pelas palavras lá no blog..
tem selos lá não sei se já tem..senão é só pegar..
Beijos

Camila disse...

sinceroo e muitoo bonito!!
ameei

bejooos

Landinho disse...

So seu destino sou EU. kkkkkkkk
Um beijão e não esqueça de orar nesta sexta-feira, 06/03

yehuda disse...

do destino ninguém foge
se acha que foi você quem escolheu o caminho
eganou - se menina
pois tropeçou em minhas palavras
absorveu sem sentir o veneno
gamou e sabe o significado da paixão instantânea
e perdida no labirinto do destino
que a mim te trouxe
só encontrará a saída
se juntar seu corpo ao meu
e no espasmo do gozo
emitir o uivo prolongado
te amo!

edson marques disse...

Bandys!



Quem cai por amor à vida, cai sempre para cima!


Abraços, flores, estrelas..


Saudades!

Daniela Filipini disse...

'Como fugir do meu destino, se no sol do teu olhar eu me guio'
Ameeeeei :}

VilmaSouza disse...

oiee, não espere a próxima festa pra vir me ver, marca aí e vem pra Curitiba e dái a gente marca uma festança, já disse a casa ta sempre aberta é só marcar. Beijos e uma semana abençoada.

Ana Rita disse...

Gostei imenso... Sem palavras!

Beijo*

@philipsouza disse...

Minha amiga....fico muito agradecido por vc ter participado da Maquina do tempo no Entrando Numa Fria..momentos esses unicos de aprendizagem.....agradeço por tudo...e por se fazer presente sempre...

Nao podemos fugir do destino e sim seguir com ele....

bjos

:.tossan® disse...

Não há como fugir do destino, há?
Lindo!
Hoje sou apenas um navegante da luz vim te depositar a minha alegria. Beijo

Minha bússula
É o barco nas águas
meu ímpeto
é o silêncio.
Nada mais,
por isto navego!
*tossan
Adorei o teu poema! Bj

Prof sergio disse...

Lindo poema... realmente o AMOR faz parte do destino e por isso, para que fugir... evitar esse destino é viver a tristeza... Amar é a melhor coisa q existe... princpalmente quando´ha reciprocidade. Bj bandys

Cαmilα ♥ disse...

Já quis fugir dele... mas para qq lugar q vou acabo indo de encontro a ele.

Bandys: "...amo o meu destino, mesmo quando estou perdida,
porque perdidamente meu destino é o amor!"

Perfeito

ChulapA disse...

olaaa qt tempo ein, desculpa demora..mas ando meio ocupado...e como sempre vc arrasando nos poemas, parabens. bjosss

Olhos de mel disse...

Querida amiga, não há como escapar do destino. Portanto, viva seu momento com intensidade e nos acaricie com seus belos escritos!
Boa semana! Beijos

hOt_male disse...

e otimo qdo temos um destino na vida...
podemos vadiar por varios caminhos paralelos mas jamais perderemos o norte.....
e um prazer andar por aki
.....contigo
fica bem
doce beijo

Daniel Costa disse...

Bandys

Sempre tu, sempre os teus poemas, deliciosamente, amorosos, sempre numa bonita cadência.
Beijinhos,
Daniel

O Sibarita disse...

Ô Dona Moça, o destino não somos nós que traçamos não, é? Ah pensei que fosse... kkkkkkkk

Oi Bandys toca seu barco para a Lapinha que os Orixás estão com você, certo?

E não sou eu quem está lhe dizendo não, viu fia!

Faça fé moça!

bjs
O Sibarita