sábado, 24 de dezembro de 2011



Contarás nos dedos os dias que faltam para que termine o ano, não são muitos, pensarás com alívio.
(Caio Fernando Abreu)


...porque hoje eu sou partida, amanhã eu sou chegada
e na alma uma imensa saudade, amor. (Bandys)♥

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011



Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.
(Carlos Drummond de Andrade)


...vou aumentar o imenso amor existente dentro
do meu coração e recomeçar...
É dentro de mim que vou colher cada folha 
novinha do meu ano...
Um super Natal e um ano novo Cheio de Amor. (Bandys)♥

domingo, 18 de dezembro de 2011



Quero tua verdade. Quero teu olhar brilhante que cintilam luzes cores do sol. Quero teus lábios crus com gosto de você. Quero sentir o teu cheiro, uma mistura de fragrâncias que só teu corpo sabe criar. Quero ouvir tua voz que transpassa uma alegria suave no sussurra dos meus ouvidos. Quero teu sorriso, uma pintura que reflete toda singularidade do seu criador e que só faz sentido no conjunto da obra. Quero você nu, despido de todos os segredos que a vida lhe impõe e encobre a beleza do teu corpo e de tua alma. Quero sentir teu corpo trêmulo pela paixão contida, querendo expandir e cobrir o meu, e nos entrelaçar numa explosão inefável de prazer e amor. Quero, o que mais quero, é essencialmente você.


...quero a cumplicidade, a essência e o amor. (Bandys)♥

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011


Eu vou
Se você quiser caminhar
E não tiver a coragem de ir só
Me chama
Que vou com você
Eu vou ao seu lado
Nos caminhos
Ladeados de esperanças,
Cobertos por terras férteis
Sob o céu azul
Com gaivotas voando
Eu vou


E se te couber por destino
Os caminhos obscuros
Cercados de cactos
Secos e espinhosos
Numa terra árida
Onde o nada
É tudo que se cultiva
E a vida não deixa pegadas
Como marca da sua existência
Pode pegar minha mão
Que também estarei presente
Nesses caminhos.


...vou inteira. Alma, corpo e mente.
Na bagagem, amor. (Bandys) ♥...

terça-feira, 13 de dezembro de 2011



A dor é limitada.
O medo é passageiro.
A posse é temporária.
A vida é um desenho a cada dia...
O sofrimento acaba quando sorrio.
A tristeza se dilui no contato com o prazer.
A luta morre quando decido conquistar...
O sacrifício se extingue quando resgato a imperfeição.
O perdão é dado quando me elevo.
A poesia nasce trazendo vida.
O amor me habita quando me reconheço em paz.


...benditos são os momentos em que eu me
 descomplico pra conversar com deus...(Bandys) ♥

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011



Escuta meu amor,
Que música trás teus lábios que lá fora os pássaros
fazem arruaça pra eu levantar?
Que nada é este querer teu que vem com o sol alegre,
fazer meu dia brilhar?
Que tons de cores você carrega na alma,
que ilumina colorindo minhas paisagens...
Ah moço, não faz assim, eu quero pra você o melhor de mim,
o melhor de mim. Sempre o melhor de mim..
Seus olhos trazem chuva nos meus..Molham... Marejam..
Sinto escorrer a emoção quente pelo meu rosto dormente,
Minha boca amortece a lágrima, beija teus lábios suavemente..
E num toque macio ouço o teu murmuro, docemente..
Te amo, amor.


..a beleza do amor esta na simplicidade do gesto..(Bandys)♥

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011



Troco sonhos e lembranças
pelo tempo de chegar
descalça no teu sorriso..
E sobre flores e folhas
de um outono nosso
escrevo palavras doces
que se agarram ao futuro...
Desenho promessas
na tua janela.
Suavemente toco uma musica
num violão inventado e em
cordas de esperança
renasço em acordes..
Abraço os teus beijos suaves
no vento derramo
harmonia perfumada.


.. no perfume do amor desenho
beijos de esperanças. (Bandys) ♥

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011


Prece
Pedi aos céus
Raios de sol
Nuvens de qualquer forma
Liberdade de vôos
Paz em tamanho
Chuva em gotas
Anoitecer colorido
Brilho das estrelas
Saúde eterna
Sonhos da lua
Amor e amigos
Esperanças em ondas
Fé com sopros doces
Sorrisos e flores
Proteção dos deuses.


..pra dividir com você, amor...(Bandys) ♥

domingo, 4 de dezembro de 2011



O pensamento me habita a hora que ele quer
E a hora que eu deixo,
Mas não existe combinado
não há contratos
Nem despejos..
Tem-me na intimidade com meus interiores.
Às vezes contra mim, em outras ao meu favor..
Trai-me porque conhece o meu avesso
Os meus desejos escondidos
Entra de várias formas, na viagem da minha alma
Atravessa meus segredos
Despe-me com palavras e gestos..
Quando na madrugada
Em claro afasta qualquer ponto de escuridão.


..certas madrugadas me viro pelo avesso, amadureço, amoleço, desobedeço, enlouqueço, adormeço..amanheço e agradeço..(Bandys) ♥

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011



Minha alforria


Com sabor de chocolate...
Vim te dizer que a vida,
Não se adia...
Nem anestesia
Se associa
Com energia,
Muita alegria
Faz companhia
Ama de dia...
A Noite vadia
Numa folia,
Sem garantia
Nem utopia
Plena sintonia
Em poesia
Eu e você.


...a minha liberdade esta
junto com minha alma. (Bandys) ♥

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011



E antes que o vento sopre,
Quero falar palavras doces..
Quero olhar suavemente.
Antes que o vento sopre,
Quero minhas mãos
Afagando carinhosamente..
Ser a rosa adolescente
Desabrochar lindamente..
Antes que o vento sopre,
Quero dançar na madrugada
Ser tua pequena namorada
Somente ser tua amada.
Antes que o vento sopre..

..e se o vento soprar só
irá levar as pétalas
pro horizonte do teu coração.(Bandys)♥

quarta-feira, 30 de novembro de 2011



DIGO QUE NÃO VOU CHORAR, MAS CHORO
quando minha capacidade de suportar
vai além das minhas forças,
quando a garganta sufoca com gritos
e se fecha com muitos nós.
Digo que não vou chorar, mas choro...
porque sou impotente
perante as dores do mundo
porque não consigo o nocivo melhorar,
pelas saudades que não consigo matar,
porque não me entendem
e não me deixam explicar.
Pelas injustiças que vejo
pelas doenças de nossa terra...
por não concordar, não aceitar,
não me conformar...
que algumas pessoas preferem se odiar
a se amar.


...as lágrimas são as últimas palavras
quando o coração perde a voz.(Bandys)♥

domingo, 27 de novembro de 2011


PAZ
Hoje acordei com o silêncio
Silêncio dos homens mortais.
Ninguém pronunciava,
Música não tocava.
Tudo parecia muito deserto
Neste mundo indiscreto.
Não me sentia na solidão
Fiquei feliz com meu coração.
Senti uma presença protetora
Não precisava de nada
Aquilo tudo me bastava..
Deixei o vento me tocar
A presença de Deus no ar,
Eu de encontro à paz.
Amor e paz, isso me satisfaz!
Muita Paz! Seja a Paz!
Somos a Paz!

..que a luz, a paz, a esperança, o amor
tragam no vento um doce alívio pra minha
angústia que às vezes cansa..(Bandys) ♥

quinta-feira, 24 de novembro de 2011



Embriagam-me os beijos, os cheiros, os carinhos, os olhos.
Ouço os nossos soluços, os nossos silêncios gritantes..
A despedida desmedida em poesia, escrita em nossos corpos e mentes.
Grudadas em nossas retinas paralisadas, mesmo distantes..

Encanto dos nossos corpos dançantes,
Sem querer separar-se.
Silêncios, soluços.. Nossos calmantes.
Apenas palavras soltas, cambaleantes..

O beijo silenciado, selando as lágrimas.
Ficamos assim, mudos, emocionados, abraçados..
A lua lá fora teimosamente brilhante
Encerra nossa noite errante..

..e como sem licença, acertadamente,
adormeço nos braços teus..deliciosamente.(Bandys) ♥

terça-feira, 22 de novembro de 2011



Em luz serena,
Vou em direção
De respeitar meus defeitos.
Não querer ser perfeita,
Saber fazer-me refeita.

Com perfumes suaves
Rego meus caminhos..
E por vezes a alma febril,
O pé enxágüe em sangue
É com "Ele" que adormeço
Com meu coração a mil.

Percorro os ares serenos
Nua, com mãos fortes..
Tropeço e levanto!
Com coragem, semeio esperança..
Então colho amores amenos.
Respiro oxigênio. Respiro.

..não me importo como eu caio e sim como eu me levanto.
algumas vezes surgem anjos..esses são eternos. (Bandys) ♥

domingo, 20 de novembro de 2011



Te amo assim
Sem enfeites nem disfarces
Ungida pela água.
Cabelo escorrido pelos ombros,
Olhos brilhantes de alegria e vontade.
Todo amor do mundo e harmonia
Como se tivesses descido do céu
E uma nuvem fosse o longo véu
Que nos envolvesse eternamente.

..para teus sonhos, dou as minhas asas,
e renasço deusa todos os dias..(Bandys) ♥

quinta-feira, 17 de novembro de 2011



Encontro no hoje a força
Vinda da madrugada.
Da janela afago o dia
Acompanho com o olhar
As nuvens do céu moldando sonhos..
Doces sonhos, lindos sonhos.
Teu desejo me acompanha e me sinto tua.
Tua mulher, tua menina, tua namorada, teu amor... Tua.
Vejo cores, enxergo preto e branco..
Não questiono
Nem explico.
Liberto-me de rótulos
Derroto os (pré) conceitos.
Te beijo e encorajo o amor.
Vivo o amor, com amor, por amor.
As cores dão vida a nossa vida..
Procuro teu corpo e me aconchego nele.
O dia lá fora está cinza, você é minha cor..

..meus lábios é o meu batom, meus olhos o teu mel,
minha pele a sua roupa,  nosso prazer a voz do amor. (Bandys)♥

terça-feira, 15 de novembro de 2011



Quem é você que me fascina que me olha, me faz sentir menina
E me ama como mulher?

Quem é você que me envolve me faz carinho
Sorri um sorriso gostoso, delicioso
E às vezes me olha com olhar triste?

Quem é você, que é pequeno demais no mundo, e às vezes,
Julgo ver o mundo mínimo, diante de você?

Quem é você que exerce uma força sobre as estrelas
Por que elas brilham mais, quando refletidas nos teus olhos?
Quem é você que esta ao meu lado
Induzindo-me a felicidade e me dando a chance de te fazer feliz?

Quem é você que é cúmplice da minha lágrima
Mas totalmente responsável pelo meu sorriso?

Quem é você que se apoderou
Do meu corpo, dos meus olhos, da minha boca
De todo meu ser, se uniu a minha alma e que nunca eu vou esquecer?

..minhas perguntas se calam quando o amor responde.(Bandys) ♥

quinta-feira, 10 de novembro de 2011



Sabor
Eu quero o sabor do encontro.
Aquele que vem com gosto de sol e calda de chuva...
Eu quero o mergulho nos teus olhos, o gosto da tua boca,
a mistura das nossas línguas...
Eu quero o calor dos nossos corpos se procurando,
deslizando, se encaixando.
Eu quero o sabor do teu prazer, do tesão...
Do teu corpo enlouquecido pelo meu.
Esse é o sabor que eu quero. A delícia do nosso gozo.
O sabor dos nossos prazeres misturados estremecidos,
perdidos, sentidos. Com cheiro de flores...
O gosto do gemido, o sabor colorido do nosso sorriso.
Depois o sabor do teu cansaço deitado no meu colo...
Murmurando amor. Nossas vontades..
Eu quero o sabor dividido... Acolhido. Atrevido...
Eu quero o seu sabor, o sabor de você... O meu sabor.
Eu quero o sabor do amor, do nosso amor.

...é o sabor do amor que trás o lençol de estrelas
e cobre nossos corpos nus. (Bandys) ♥

segunda-feira, 7 de novembro de 2011



Faltando um pedaço
Mande notícias
dos teus olhos
dos teus lábios
dos teus braços
de você..

Sinto falta
desse olhar faminto
guloso leal
quase infantil..

desses lábios pedintes
oferecidos molhados perdidos
em busca de mim..

desses braços laços
fortes seguros
receptíveis..
Sou o que restou de nós dois
e na saudade de você
sinto falta de mim.

...minha melhor parte é quando estou com você.(Bandys) ♥

sábado, 5 de novembro de 2011



Nossos momentos
Preciso do amor que não juramos,
Relembrar carinhos que trocamos,
Sussurrar segredos que contamos,
Ouvir musica que dançamos..
Deitar no teu colo onde nos acariciamos.

Preciso dos momentos que meu coração saltava
Que minha respiração parava, minha emoção alegrava...
Minha boca delirava, meu corpo amava e deliciava...
Minha alma te encontrava...momento único.
Preciso brincar das coisas que sonhamos
Preciso dos meus olhos emocionados,
Preciso do teu amor abençoado
Preciso de você.

...preciso do momento que você nasce pra mim.
eternamente.(Bandys)♥



enumero proposições como: a ser uma pessoa menos banal, a ser mais forte, mais seguro, mais sereno, mais feliz, a navegar com um mínimo de dor. Essas coisas todas que decidimos fazer ou nos tornar, quando algo que supúnhamos grande, acaba, e não há nada a ser feito a não ser continuar vivendo. (Caio F. Abreu)


E acaba de forma tão exata que nos sobra o vazio. Um espaço enorme e oco dentro do peito. Não um espaço em branco, porque esses a gente tem vontade de colorir e não, esse vazio não se colore. Ele é tão onipresente que tem sua cor única, desconhecida, que ocupa um espaço solo, egoísta, que atormenta a cabeça e o peito por prazer de dizer: "Estou aqui, não adianta tentar bancar o distante". Um vazio tão grande que se faz em presença. Conversa, faz lembrar, impulsiona. Nada de bom.
Louco, né? Louca essa sensação de faltar tanto, de perder um pedaço, de virar metade.
E olha que eu sempre acreditei que sou inteira, com ou sem alguém. Mas esse amor levou tanto... não consigo escrever muito mais, como que água, as palavras fluíram pelo ralo da pia, não querem mais me deixar falar. Mas também, falar do quê? Desse monte de revoltas que venho tendo? Elas não servem de nada. Essa falta de colo? A gente se acostuma a não ter mesmo depois que vira adulto. Calo.

As coisas ficando pesadas outra vez, percebe? Altos e baixos. Altos nem tão altos e baixos ao centro da terra. Pra um lado sempre pende mais que pro outro. Desigualdade.

Anjo, posso te pedir um favor? São minhas besteira, mas são minhas. Não me faça mais propostas. Não me explique mais nada. Me deixa superar? Por favor, deixa... assim, você machuca, e se eu te disse não, foi justamente pra parar de me machucar, de te machucar.

O vazio ecoa, tua voz ecoa, o vazio tem nome, o teu.
Prometo guardar o e-mail, nosso primeiro contato, porque é preciso guardar algo pra sorrir depois. O resto, deixemos o vento levar.
Silêncio... é tudo que tenho agora. Logo eu, que sempre disse tanto, falei com os olhos, com a boca, com os dedos, com o corpo e com a alma. Agora, só quero ficar quietinha como por muitas vezes voce me pediu...quietinha meu amor.


- Moço, dá uma lanterna?
- Lanterna pra quê, menina?
- É que tá muito escuro aqui.
- E você tem medo?
- Não, mas quero achar o caminho de volta pra casa.
- Dá um sorriso, menina.

- Sorriso pra quê?
- Não há de ter luz mais forte que a desse teu sorrir.

E alguém se lembra como se faz pra sorrir? Ensina?

...preciso lembrar como se faz para sorrir e colar em todos
os vazios da minha alma. E nunca deixar de sorrir.(Bandys)♥

quinta-feira, 3 de novembro de 2011



Quero tua verdade. Quero teu olhar brilhante que cintilam luzes cores do sol. Teus lábios cru com gosto de você. Quero sentir o teu cheiro, uma mistura de fragrâncias que só teu corpo sabe criar. Quero ouvir tua voz que transpassa uma alegria suave do cantar dos pássaros. Quero teu sorriso, uma pintura que reflete toda singularidade do seu criador e que só faz sentido no conjunto da obra. Quero você nu, despido de todos os segredos que a vida lhe impõe e encobre a magia do teu corpo e de tua alma. Quero sentir teu corpo trêmulo e a paixão contida, querendo expandir e cobrir o meu, e nos entrelaçar numa explosão inefável de prazer e amor. Quero, o que mais quero, é essencialmente você.

...querer voce é me fazer feliz. (Bandys) ♥

terça-feira, 1 de novembro de 2011



Eu e você
Quando te vi alguma coisa mudou
Não sei se foram teus olhos ou a maneira que falou...
Com o tempo te descobri romântico, carinhoso, poeta
menino sonhador.

Você se mostrou homem maduro com ferimento e dor.
Invadi tua alma e entreguei o meu amor...
Você, confuso, questionou poetas, versos e pensador.
Foi então que a vida veio em flor
O céu ganhou cor
O beijo sabor
E eu um grande amor.

..o verdadeiro amor constrói-se
com alicerces de renúncias. (Bandys)♥

domingo, 30 de outubro de 2011



Transmutação
Sou parte do tudo
O pedaço que é feito de nada,
Sou o olhar que te deixa mudo
E a visão que te agrada.



Sou uma luz dançante
Um caminho que não tem prumo
Você me quer como calmante
É aí que tomo rumo, sumo.



Sou as lágrimas da tempestade
Com o choro de trovão,
Sou quem te nega um olhar
Mas te entrega o coração.



Sou o sol que vem da noite
Que ficou sem as estrelas..
Sou o dia amanhecendo
Sou o raio sou açoite.



Sou o sonho desfeito
Em labirintos perdidos,
Mas sou teu corpo perfeito
Teu gozo em mim acolhido.



Sou tudo que você pensa
E muito menos do que sou
Pra você eu sou presença
Na sentença que te dou.



...sou a rebeldia do pecado,
e a vida brotando do amor. (Bandys) ♥


quinta-feira, 27 de outubro de 2011



Paro!
Sossego minhas inspirações das madrugadas,
Recolho a lua e as estrelas.
Quero dormir, dormir o sono vencido
Não escrever atos censurados..
Não olhar estrelas cadentes,
Descansar meu coração teimoso,
Ter um sonho poético
Tranqüilo diante da louca madrugada
Calar meus instintos alucinantes
Das horas entregues ao amor.
Vou emudecer. Silenciar..
Hoje não terá gozos dos corpos,
Explosões delirantes..
Dormirei calada
Somente abraçada
Num som abafado.

..e o sol virá teimosamente
acordar nosso amor, amor.(Bandys)♥

terça-feira, 25 de outubro de 2011



Pensei em escrever coisas belas, sérias...
Mas o sério não se vê alegria, parece ironia
Criam-se rugas, envelhece precocemente.

Escreverei do teu sorriso e das nossas fantasias
E sem fazer economia, ficarei em euforia.
Nossa história vem com energia, folia,
Ora com ousadia, ora com calmaria...
Com teimosia, e também poesia.

Não escreverei o sério,
Porque quem se leva muito a sério
Não vive a riqueza da magia, não tem harmonia.

Falarei da paz do amor da grandeza existente numa dor
E sairei em silêncio, apaixonada. Cantando quem sabe
uma canção, aquela mesma que é nossa só nossa
que fala de amor da flor, da cor e do sabor.
Só falarei de coisas sem confusão, será nossa diversão.
Não levarei tão a sério as coisas da vida. Paixão.

...como moradia deixo meu coração pra você
amar, acalentar, afagar, curar, beijar e brindar...
e nada será tão sério.(Bandys) ♥

domingo, 23 de outubro de 2011



Prazer de caminhar

Caminhando pelo mundo afora,
tentando encontrar a paz..
Vi de tudo no mundo,
Até mesmo do que o homem é capaz.

Vi a força da maldade,
Contrastando com a amizade..
Mas procurei sem achar,
A chamada lealdade.

Vi o anoitecer cair,
A cidade se iluminar..
E procurei sair,
da famosa realidade.

Vi a lei com olhos frios,
Nem sabia o que pensar..
Se ela fazia justiça,
Ou só sabia injustiçar.

Vi muita teoria,
mas não vi o praticar..
Vi pessoas e revoltas,
Que só ficam no falar.

Mas vi mãos estendidas,
Tentando me amparar..
foi então que compreendi,
o prazer de caminhar.

..com nossas mãos juntas caminharemos até
o horizonte e passearemos pelo céu. (Bandys)♥

quarta-feira, 19 de outubro de 2011



Metade

Que a força do medo que tenho
Não me impeça de ver o que anseio
Que a morte de tudo em que acredito
Não me tape os ouvidos e a boca
Porque metade de mim é o que eu grito
Mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe
Seja linda ainda que triste
Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada
Mesmo que distante
Porque metade de mim é partida
Mas a outra metade é saudade.
Que as palavras que eu falo
Não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
Apenas respeitadas
Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos
Porque metade de mim é o que ouço
Mas a outra metade é o que calo.
Que essa minha vontade de ir embora
Se transforme na calma e na paz que eu mereço
Que essa tensão que me corrói por dentro
Seja um dia recompensada
Porque metade de mim é o que eu penso, mas a outra metade é um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo
se torne ao menos suportável.
Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso
Que eu me lembro ter dado na infância
Por que metade de mim é a lembrança do que fui
A outra metade eu não sei.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
Pra me fazer aquietar o espírito
E que o teu silêncio me fale cada vez mais
Porque metade de mim é abrigo
Mas a outra metade é cansaço.
Que a arte nos aponte uma resposta
Mesmo que ela não saiba
E que ninguém a tente complicar
Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
Porque metade de mim é platéia
E a outra metade é canção.
E que a minha loucura seja perdoada
Porque metade de mim é amor
E a outra metade também.
(Oswaldo Montenegro)

...o amor me transforma num ser muito melhor.(Bandys)♥

segunda-feira, 17 de outubro de 2011



Conheço os fracassos de mim,
das tentativas errôneas que
eu claramente consigo criar..
Das cicatrizes fechadas que precisei costurar.
Do coração quase parado que ordenei palpitar.
Dos olhos sem vida que ousei gostar.
Do choro caído, engolido que noticiei soluçar,
Do corpo tremido jogado onde fui me tocar..
Da prisão da alma que vi lastimar
Da entrega total pra me soltar.. Libertar.

..hoje conheço minhas virtudes e liberdades
onde o amor brotou no meu despertar.(Bandys)♥

sexta-feira, 14 de outubro de 2011



Acordo onde minhas lagrimas adormecem.
E meus lábios te sorriem e te beija, embora teu pranto
embriaga minha alma. Entontecem meus sentidos..
E na dança anestesiada faço poesia, aconchegando voce no meu colo
mais perfeito para o descanso do teu corpo.
Nosso soluço misturasse no ar. Profundo. Calado. Doído.
E no silêncio embalado pelo tempo que não volta, retomamos
aos poucos a respiração, a calma necessária, o pulsar dos nossos corações.. Respiramos o mesmo ar. Ocupamos o mesmo espaço.. Serenamos nosso desespero. Suavemente nossos lábios se tocam, o sorriso brota..O dia apenas começa se espalhando pelos nossos corpos agarrados.
Gritando pelo nosso amor. Silenciando nosso momento.

..e me devolvo inteira, antes que eu me quebre outra vez.
(Bandys) ♥

terça-feira, 11 de outubro de 2011



Hoje me deu uma vontade de escrever
De fazer uma poesia pra você;
Escrever não sei o que, mas com certeza só pra você,
Deu vontade de desaprender e me perder em você.

Devolver todos os mapas, desobedecer todas as regras
E me achar com você. Eu e você...
Correr todos os riscos e mergulhar nas tuas vontades.
Fazer do prazer o meu destino. Acontecer.

Hoje só queria te dizer
O quanto amo você.

...tem dias que ando tão a flor da pele que quero salgar
teu corpo doce no meu... (Bandys) ♥

domingo, 9 de outubro de 2011



Quero vestir-me de um colorido especial
Misturar as cores da vida
E pintar de matiz a minha alma.
Vou colocar em cada segundo,
A beleza viva de existir
Existir como ser humano
Existir como eu sou. Mulher..
irei acender a luz do tempo
Para iluminar as expressões do meu rosto
Formadas pelas marcas da vida vivida
Marcas idas e vindas
Traçadas nos desejos, na esperança
E na vontade gigante de vencer.
Quero olhar-me no brilho dos sonhos
Focalizar o olhar na direção da minha dança
Quero enxergar a mudança
Que esconde minha criança
Sob o tênue véu da feminilidade
Da meiguice e da liberdade..
Quero sentir o enigma enternecido
Da minha face suave,
Deixar despontar nos lábios
O misterioso sorriso que revela
A imagem do meu eu!

..a minha coragem é sempre estar
em busca de mim. (Bandys) ♥

sexta-feira, 7 de outubro de 2011



Caminhos
Definhei no embate que as desilusões,
amargas e insensíveis ao remorso,
inferiam às tristezas uma tonalidade cristalina,
da mesma cor das lágrimas
que foram jorrando da tua voz.

Senti no íntimo o fogo atiçado
pela suavidade dos teus lábios
e ateei nele o despertar das emoções
que ajustam nos olhos
o brilho das estrelas.

Iludi-me nas palavras que o tempo ia inventando
e fiz delas o ópio da minha dependência.
Esquecendo, de cada vez que, alucinada,
me anestesiava nelas, a dor da ressaca.

E agora, que procuro o caminho de volta,
ansiando resgatar as asas do sonho,
encosto a cabeça na almofada
ainda impregnada pelo perfume
que já foi, um dia, meu...
Fecho os olhos
procurando ver os tesouros
que te fizeram no meu refúgio
e encontro unicamente
o pensamento vazio
das fantasias que antes
preencheram as minhas mãos
e dominaram a minha alma.

...e encontro outros caminhos.
Agora preenchido com amor. (Bandys) ♥

terça-feira, 4 de outubro de 2011



Desculpa
Te olho nos olhos e você reclama
que te olho muito profundamente...
Desculpa.
Tudo que vivi foi profundamente.
Eu te ensinei quem eu sou e você foi me
tirando os espaços entre os abraços.
Guarda apenas uma fresta.
Eu que sempre fui livre não importava o que
os outros dissessem...
Até onde posso ir pra te resgatar?
Reclama de mim como se houvesse a
possibilidade de me inventar de novo.
Desculpa se te olho profundamente, rente
a pele a ponto de ver seus ancestrais nos seus traços,
a ponto de ver a estrada muito antes de ver seus passos.
Eu não vou separar minhas vitórias dos meus fracassos.
Eu não vou renunciar a mim nenhuma parte, nenhum pedaço
do meu ser vibrante, errante, sujo, livre, quente..
Eu quero estar viva e permanecer te olhando profundamente.

..desculpa. Eu quero estar viva e permanecer te olhando
e te amando profundamente. (Bandys) ♥