domingo, 14 de outubro de 2018


Pintarei meus lábios de carmim
Me vestirei de transparências.
Mais uma vez, eu saberei
 que o cetim te espera.

Pintarei meus lábios de carmim
Desnudarei meus desejos enfim...
Tudo estava completo, 
mas, e os olhos?

Ah! Estes eram apenas ausências,
presentes num canto qualquer...
meus olhos te molhavam com meu perfume
e minhas pálpebras de guardar poesia, sonhava
com teu amor em mim.(Bandys)


terça-feira, 9 de outubro de 2018


Enfeitei-me de flores pra você notar,
Juntei as estrelas para te dar...
Cobri-me com a lua pra te esperar. 
Abracei o encontro da minha alma aprendiz, 
Com a paz de te ver assim tão feliz! 
Brindei nossa Alegria, me fiz tua amada... 
Deitei na sua poesia onde meu amor se fez morada. 

..quando meu amor se faz normal: a loucura aparece pra se fazer equilibrar.(Bandys) 


quinta-feira, 4 de outubro de 2018


Ela não passava de uma mulher  


Inconstante e borboleta. 


 Sorrindo pra vida. 

 (Bandys) ♥

sexta-feira, 28 de setembro de 2018



São meus pés no chão
Na terra batida
No ar o cheiro de chuva.

São minhas mãos carentes
De toques decentes,
Dos pingos desfeitos 
Escorridos no meu corpo ausente.

São pedaços de mim
Indecentes pedaços
Com gosto de solidão.

São meus pensamentos trêmulos
Silêncios gritantes
Morrendo dentro de mim.

São minhas sementes
Brotando minhas esperanças
Nascendo feito jasmim...

..Os tons de laranja repartem o sol
que me beija os sonhos...(Bandys) 

sexta-feira, 21 de setembro de 2018



 Conheço os fracassos de mim,
das tentativas errôneas que
eu claramente consigo criar...
Das cicatrizes fechadas que precisei costurar.
Do coração quase parado que ordenei palpitar.
Dos olhos sem vida que ousei em fechar.
Do choro caído, engolido revelei soluçar,
Do corpo tremido jogado onde fui me tocar...
Da prisão da alma que vi lastimar
Da entrega total  consegui me juntar
Dos cacos partidos que amei emendar.

A liberdade são brotos de esperanças
 na minha alma cansada.(Bandys)



domingo, 16 de setembro de 2018


"Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. É permitir que voe sem que nos leve junto. É aceitar que a esperança há muito se desprendeu do sonho. É aceitar doer inteiro até florir de novo. É abençoar o amor, aquele lá, que a gente não alcança mais." (Ana Jácomo)
Bandys♥

domingo, 9 de setembro de 2018



Lugar de problema, não é na mente, torturando a alma.
É nas mãos de Deus, quebrantando o espírito.
Confiança, é a maior prova de fé.

... a esperança são brotos de paz plantadas em nossos corações. (Bandys)♥  

segunda-feira, 3 de setembro de 2018


Neste dia menina, ponha sua melhor roupa, passe seu melhor perfume, coloque seus mais bonitos brincos, ponha a saia mais leve, aquela de seda, e passeie de mãos dadas com o céu.  Enfeite-se com rosas, estrelas e ternuras. Massageie a alma   com   leves toques de esperanças.  Com alma e coração alegres, saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Desperte com gosto de morangos e sorria lírios para quem passe debaixo de sua janela.

... por onde houver alma, deixarei um pedaço de mim. (Bandys)  

terça-feira, 28 de agosto de 2018


Preciso de todas as fantasias
de todas as presenças
do silêncio dos ecos
e das ausências
Que passeiam em mim,

Soprem ventos as minhas metades enfeitadas de nada.
Meus olhos perdidos são achados nos seus. Mãos vazias.
Do fundo, dentro, dentro sopram vendavais, e apenas silêncios
me chegam a alma. Ondas do mar me trazem o dia. E meus lábios
tornam-se inspiração da poesia que meu corpo te dedica. (Bandys)

sexta-feira, 24 de agosto de 2018



Amar dói tanto que você volta a lembrar que existe algo maior, você se lembra de Deus, você se lembra de vida após a morte. Amar dói tanto que você fica humilde e olha de verdade para o mundo, mas ao mesmo tempo fica gigante e sente a dor da humanidade inteira. Amar dói tanto que não dói mais, como toda dor que de tão insuportável produz anestesia própria. (Tati Bernardes)
Bandys


domingo, 19 de agosto de 2018



Encontro no hoje a força, vinda da madrugada. Da janela afago o dia. 
Sigo com o olhar, as nuvens do céu que moldam nossos sonhos.

Seu desejo me acompanha e me sinto mulher e menina. Sua.
Vejo cores, enxergo preto e branco.  Não questiono, nem explico.
Liberto-me de rótulos e dos (pré) conceitos.
Te beijo e encorajo o amor.
As cores dão vida a nossa vida..
Procuro teu corpo e sussurro baixinho:
O dia lá fora esta cinza, mas eu. . eu sou cor!

..meus lábios é o batom, meus olhos o mel, minha roupa cor de pele,  nosso prazer a cor do som. (Bandys)

segunda-feira, 13 de agosto de 2018


É preciso florir a vida
Seja de rosa ou margarida
Com a mente sã ou ferida.
A vontade tímida ou atrevida
A mão procurando ou acolhida
A vida certa ou indefinida,
Na entrada e na saída
Sendo santa ou bandida.
Florir a vida da alma
Totalmente agradecida.


...quando recebo uma flor o sorriso aparece,
 quando dou, o perfume entorpece, 
quando planto faço uma prece. (Bandys)

segunda-feira, 6 de agosto de 2018



Ouça com o coração quando quase lhe parecer silêncio.
É o meu amor falando baixinho só pra não acordar o seu medo de amar.
A gente precisa mesmo é de gente que ama, que cuida, que se importa de verdade. Gente que não julga e que te estende a mão sem querer nada em troca. Gente querida, gente desprendida. Gente muito gente, gente como nós. Gente como você.
 Eu desenho corações onde não existem.(Bandys)♥  

segunda-feira, 30 de julho de 2018



Eu não fugi de minhas tempestades,
Eu fiquei para lavar a alma.
E de chuva em chuva,
Aprendi a ser sol.

...bem me quero, bem me faço.
Bem te quero, luz te trago.(Bandys)

segunda-feira, 23 de julho de 2018


Queria escrever uma poesia, despida de memórias, vestida de vida. Do remanso das águas, do amor e da dor.  Das mãos cheias de nada, das casas desabitadas, dos medos e segredos. Da flor nascida e perdida. Queria tanto escrever uma poesia que vestisse de luz a madrugada.  Das relíquias e das imagens, gravada na menina dos meus olhos e que ficam a cirandar feito coloridas levezas pelos corredores da minha alma…. As sedas da vida se fazem no escuro. Nos braços a memória do teu corpo me refaz mais pronta. Inteira!  Inteiramente sua. Delicadamente nua.
Minha poesia hoje espera vestida por tuas mãos, o tempo de nos desnudarmos e nos vestirmos um do outro. (Bandys)

segunda-feira, 16 de julho de 2018


Embriagam-me os beijos, os cheiros, os carinhos e os olhos.
Ouço os nossos soluços, os nossos silêncios gritantes.
A despedida desmedida em poesia, escrita em nossos corpos e mentes.
Grudadas em nossas retinas paralisadas, mesmo distantes.

Encanto dos nossos corpos dançantes, colados,
sem querer separar-se, delicados.
Silêncios, soluços...nossos calmantes.
Apenas palavras soltas, cambaleantes.

O beijo silenciado, selando as lágrimas.
Ficamos assim, mudos, emocionados e abraçados.
A lua lá fora teimosamente brilhante
Encerramos assim a nossa noite errante.

..e  sem licença, acertadamente,
adormeço nos braços teus..deliciosamente.(Bandys) ♥

domingo, 8 de julho de 2018



Nenhuma condição é permanente
A flor já foi semente
Me vi perdida, te encontrei confidente...
Dormi na lua minguante dancei na crescente
Tudo muda de repente
Fui culpada e inocente,
Frágil e resistente, triste e sorridente.
Me achei perdidamente,
Ausente e presente
Pedi a estrela cadente
Amar docemente
Pacientemente...

...que nenhuma lágrima seja o último sorriso do amor.
Incondicionalmente.(Bandys)

quinta-feira, 28 de junho de 2018



Como uma flor...simplesmente um amor 
amor de almas, amor imenso, amor diferente
inexplicavelmente delicioso. Transparente.
Amor de almas...Almas que se encontram
Sabem que se pertencem
E nada podem fazer
Apenas aguardar,
O momento certo.
Quem sabe aqui, agora
Ou numa outra vida...
Talvez um dia já se pertenceram
e não recordam ...
Sabem apenas que se querem
Que se amam, mesmo distantes
Muito distantes...inquietantes...
O simples toque das mãos
Um simples olhar
Amor de almas...
Almas que se encontram na poesia
derramadas em versos.
Um amor de palavras e gestos.
A vontade de estar perto
poder admirar um sorriso, um olhar modesto.
Um imenso sentimento forte,um amor inexplicável
Simplesmente amor! Amor intocável.

... entre suspiros do vento, a noite com todo frescor, 
quero viver um momento, morrer contigo de amor! (Bandys)


sábado, 23 de junho de 2018


Escrevo no tempo, um conto.
Nosso sorriso, nosso encontro.
Nos versos, tranquilidade
Desliza em poesia.
Navego no mar de calmaria
E também de ventania.
Vejo cores em nossos beijos,
Sabores, toques sedutores.
Descubro o amor, a paz e a liberdade.
Flutuo longe com suavidade,
Aproveitando o vento que gentilmente
Vem a nosso favor...

...a paciência me abraça quando preciso
esperar a ventania passar. (Bandys) 

sábado, 16 de junho de 2018


Minha alforria

Com sabor de chocolate...
Vim te dizer que a vida,
Não se adia...
Nem anestesia
Se associa
Com energia,
Muita alegria
Faz companhia
Ama de dia...
A Noite vadia
Numa folia,
Sem garantia
Nem utopia
Plena sintonia
Em poesia
Eu e você.


...a minha liberdade é tatuada
na minha alma. (Bandys) ♥

sexta-feira, 8 de junho de 2018



Ando pelas ruas, sou olhada.
Na carona do meu rosto
percebo meus olhos marejarem
Sou olhada, visada...
Ninguém sonha meus sonhos.
Olham-me como se mergulhassem
nas ondas das minhas lágrimas.
Lágrimas que insistem em cair;
fazem meus lábios provar do seu gosto.
Faço outros planos...
Choro.
A multidão por mim, passa
Cada um como um fiscal.
Como se pudessem adivinhar
que elas rolam por amor.

... ando na contramão da razão, sou emoção.
Sou a calmaria no olho do furacão. (Bandys)♥

domingo, 3 de junho de 2018


Quando chegar a hora, coloca a tua fome no meu ventre e deixa que as minhas mãos mapeiem a tua pele, trazendo aos meus sentidos, o percurso onde residem os teus desejos e deixa que eu te conceba nos meus sonhos e você nos meus...

..quando chegar a hora  embala o teu olhar nos meus... afastando-me da solidão; me traz a certeza da mais pura emoção...taca-me os lábios de leve, sussurra.
quando chegar a hora me alimenta, senta na minha língua, se dissolve, acalenta olha a lua que míngua sem querer, sem poder, sem ter forças pra se levantar, mas o sol quando chegar a hora  vai nos comover... 

 e nessa hora nos fartaremos do nosso amor. (Bandys)♥ 

domingo, 27 de maio de 2018

E antes que o vento sopre,
Quero falar palavras doces..
Quero olhar suavemente.
Antes que o vento sopre,
Quero minhas mãos
Afagando carinhosamente..
Ser a rosa adolescente
Desabrochar lindamente..
Antes que o vento sopre,
Quero dançar na madrugada
Ser tua pequena namorada
Somente ser tua amada.
Antes que o vento sopre..

..e se o vento soprar só
irá levar as pétalas
pro horizonte do teu coração.(Bandys)♥

sexta-feira, 18 de maio de 2018


E por falar em Amor...

DESLIGAMENTO EMOCIONAL 
"Desligamento não significa deixar de amar.
Significa que não posso fazer pelo outro, aquilo que ele precisa fazer.
Desligamento não é cortar a comunicação.
É a admissão de que não posso controlar uma outra pessoa.
Desligamento não é a facilitação,
Mas deixar que haja aprendizado, através das consequências naturais.
Desligamento é admitir impotência,
O que significa, que a solução não está mais nas minhas mãos.
Desligamento não é tentar mudar ou culpar o outro.
É fazer o melhor para mim mesmo.
Desligamento não é cuidar do outro,
Mas se importar com o outro.
Desligamento não é consertar,
Mas dar apoio.
Desligamento não é julgar,
Mas permitir que o outro seja um ser humano.
Desligamento não é ficar no meio, controlando os resultados,
Mas deixar que os outros influam nos seus próprios destinos.
Desligamento não é ser protetor,
É permitir que o outro encare a realidade.
Desligamento não é negar,
Mas aceitar.
Desligamento não é azucrinar, rejeitar ou discutir,
Porém, descobrir minhas próprias limitações e corrigi-las.
Desligamento não é ajeitar tudo de acordo com os meus desejos,
Mas viver cada dia que vier e cuidar de mim mesmo (a) nesse dia.
Desligamento não é me arrepender do passado,
Mas crescer e viver para o futuro.
Desligar-me é temer menos e amar mais.

Com amor! (Bandys)♥

sábado, 12 de maio de 2018



Mãe

Mulher, amiga

Anjo, amor

Encanto eterno.



Deus não pode estar em todos os lugares e por isso fez as mães !


Feliz dia das Mães!

segunda-feira, 7 de maio de 2018



Silêncio


Acordei com o barulho da tua paz
Que gritava em mim o silêncio do teu amor.
Ouvi, li, reli e respondi. Em poesia te escrevi.
Meu sossego já trazia o dia pra silenciar o meu amor,
Pra matar tua saudade te acariciar com suavidade.
Amar-te em liberdade...Esperarmos a noite...
Egoisticamente nossa. Só nossa. Exclusivamente nossa.

Seduzir-te pela madrugada...
Fico calada. Faço-te morada só pra te sentir. Amo-te.
Faço do nosso prazer o silêncio do seu grito.
Conduzo-te pra minha alma, te faço dormir.
Sonhamos.

...nosso sonho se enriquece com a coragem do nosso amor! (Bandys)

terça-feira, 1 de maio de 2018


O diabo sussurrou em meu ouvido, “você não é forte o suficiente para aguentar a tempestade”. Hoje eu sussurrei no ouvido do diabo, “eu sou a tempestade”.


terça-feira, 24 de abril de 2018



Anjo incandescente. 
Se deixasses de escrever, meus olhos se apagariam.
É através da sua boca que eu vejo! É nas tuas palavras que o meu mundo gira em voltas suaves e em torno do nada em cima do tudo. Prenhe das esperanças que nele copulas.   Se deixasses de escrever, prosa ou poesia, nada mais existiria na minha alma semi  morta. Sem beijo e sem voz numa eterna agonia. Sou o anjo que te beija nas madrugadas derretendo suas lágrimas para que teus olhos adormeçam com luz, na chuvosa  escuridão.

E a gente vai por aí, se completando assim meio torto mesmo. E Deus escrevendo certo pelas nossas linhas que se não fossem tão tortas, não teriam se cruzado.(Bandys)

segunda-feira, 16 de abril de 2018

 O tempo passa, o verão se vai, o outono se aproxima, e perdemos algumas de nossas folhas. Algumas nascem num outro verão e outras permanecem por muitas estações. E o que nos deixa feliz é que as que caíram continuam por perto, continuam alimentando nossa raiz. Lembranças dos momentos, alegres e tristes desse caminho. Pra você, folha da minha árvore desejo, saúde, paz, amor, sucesso, prosperidade e flores..  Hoje e Sempre... Há os que levaram, mas não há os que não deixaram nada. Esta é a maior responsabilidade de nossa vida e a prova evidente de que duas almas não se encontram por acaso.  
Quando Deus age no anonimato, surgem as coincidências e os acasos...(Bandys)