sábado, 29 de maio de 2010


Não houve um dia sem o brilho do sol
Ou os pingos da chuva, porque neles eu pedi
Pra deus colocá-los nas horas certas pros teus dias
Não serem sem cor.

Não houve tarde que eu não me deitasse no teu colo
Para pintar as mais belas paisagens..
Para que o crepúsculo se anunciasse desenhado por inteiro
E a lua majestosa, desse seu primeiro passo, até a madrugada.

Não houve uma noite em branco
ou um dia sem coloridos desejos.
O tempo, menino, abriu o lacre de um coração e
Nós pequenos sonhadores, hoje dormimos lado a lado
como se a vida fosse um doce colchão!!
Enfeitados com o prateado das estrelas e
Embalados por eternas canções.

...pintei nossos dias com o pincel da minha alma e
as cores busquei na essência do meu coração. (Bandys) ♥

15 comentários:

She disse...

Querida, como vc consegue escrever tanta coisa linda, amo vir aqui, beijo, beijo!
She.

Majoli disse...

Amiga, vir aqui é sempre sentir enorme emoção.
Minha querida amiga, pintar os dias com o pincel da alma...ai que magia.

Beijos com carinho enorme no teu ♥

Poeta Mauro Rocha disse...

Grande pintora!!

Belo poema!!

Tenha um ótimo domingo!!

Bjs!

Ava disse...

Dia, tarde, noite... Não há momentos em que o amor dê folga... ele nops invade e toma conta de todos os espaços...


Pinceis da alma e cores do coração...

Que beleza poética há nessas palavras, moça!


Beijos!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Boa noite, minha querida. Já disse que gosto muito de vc hoje? Hoje hoje, não. Pois, então, digo: gosto muito de vc, Eliane e dos seus poemas. Beijos*

*É urgente o amor.
É urgente um barco no mar.
É urgente destruir certas palavras,
ódio, solidão e crueldade,
alguns lamentos,
muitas espadas.

É urgente inventar alegria,
multiplicar os beijos, as searas,
é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras.

Cai o silêncio nos ombros e a luz
impura, até doer.
É urgente o amor, é urgente
permanecer.


Eugénio de Andrade*

SAM disse...

Querida,

tão bonito! Emociona...

Beijos, querida.

Daniel Costa disse...

Bandys

Poderá parecer hoje, o teu teu poema menos papitante de suavidade, porém tem a seguite frase: "enfeitados com o prateado das estrelas / e embalados por eternas canções".
Ramantismo, sempre romantismo!
Beijos
Daniel

Pérola disse...

...pintei nossos dias com o pincel da minha alma e
as cores busquei na essência do meu coração. (Bandys) ♥
Maravilhooooooooooooooooooooso.
Tudo perfeito,parabénsssssssssssssss.
Beijokas.

José disse...

E ficou um quadro, bem colorido, com a essência do coração,e o pincel na tua mão.

boa noite,
beijos,
José.

MB disse...

Você mais uma vez pintou um quadro de belas palavras,caracterizado pela essência de tudo: AMOR...
Beijos e boa semana.
MB

Everson Russo disse...

Não há nada nessa vida que aconteça por acaso,,não há uma cor que não pinte o amor....beijos de linda semana pra ti.

Sonhadora disse...

Minha querida
Embalei-me na beleza do teu poema...adorei.

Beijinhos
Sonhadora

Cacau disse...

As cores brilham de acordo com o que queremos ver, com o que sentimos.
As cores dos nossos sonhos, podem ser pintadas para a realidade, basta querermos.

Beijos e um belo feriado pra ti.
Não se esqueça de sonhar, quem sabe um dia ele pode realizar.

Elaine Barnes disse...

O coração sem lacre,as cores entrando e pintando dias e noites, não tem como a tela do amor, não ser colorida e com uma paisagem linda de um doce colchão flutuando. Lindo de viver como sempre né! Montão de bjs e abraços

Daniel Costa disse...

Bandys

Tavez a tua poesia tenha virado menos exuberante, mais comedida, no entanto muito bela, sempre muito sendido. A eterna suavidade a camandar, é da tua alma de poetisa.
Beijos
Daniel