quinta-feira, 29 de agosto de 2013


Quem sou
Estou na poesia,
Vivendo nas entrelinhas...
No sentido de cada palavra.
Sou a interrogação sem resposta
A exclamação de espanto
As reticências da incerteza...
A vírgula da preguiça,
O ponto e vírgula do pensamento
O travessão da queixa
As aspas da dor
Quem sou, não sei
Resido na lágrima
E me espalho num sorriso
E amo... Apaixonadamente
Cada momento, cada gesto
Cada fração de segundo...
Quem sou, sou amor em gotas
Quem sou, sou quem ama
Quem sou, sou essência da vida.
Quem sou simplesmente sou...
Sou o ontem, o hoje, o sempre
Sou a fonte geradora da vida
Sou o invisível que permanece presente
Sou aquela que sou e serei eternamente.

Quando não me sentir, me ache dentro de você, como uma poesia.
Não tenho amor...Sou amor. (Bandys) ♥ 

20 comentários:

Fernando Santos (Chana) disse...

Belo poema...Espectacular....
Cumprimentos

Daniel Costa disse...

Bandys

Se sendo o ponto e virgula do sorriso, se está na entrada da porta do amor.
Beijos

Lucimar da Silva Moreira disse...

Lindo o poema, temos que ser o ontem, o hoje, o sempre lindo,Bandys passando pra desejar uma ótima tarde fique com Deus beijos.
Blog:Lucimar Estrela da Manhã

Grupo:Divulgue seu blog no Facebook

Fan Page

Me encontre no Pinterest

Fernanda Oliveira disse...

Nossa amiga Bandys, essa ficou profunda... Amei a frase final, linda.
Gostei de ler-te! E sempre peço bis!

Beijos em seu coração!

Fernanda Oliveira
http://nandamusicpoesia.blogspot.com.br/

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Maravillosa descripción y definición de esa Poesía que eres Tu.
Abraços.

✿ chica disse...

Maravilha de poesia! um beijo,tudo de bom,chica

Samuel Balbinot disse...

Poesia intensa Bandys.. somos tudo e nada.. somos o que já esta escrito pq nós no livro da vida já deixamos tudo claro e assinado.. a vida é um seguimento e nós somos as possibilidades que estão a dar certo.. afinal.. dentro milhoes de idéias que poderiam ser geradas nós aqui estamos.. então que valha muito a pena a nossa estadia neste berçario celeste.. bjs e lindo dia

Everson Russo disse...

Exatamente eu, poderia eu ter escrito desse jeito, a gente é o que escreve, o que sente, cada gosto, cada gesto, cada ponto e vírgula, ainda que fora do lugar, cada tradução louca de nossas almas, é isso Dy, um dia, o grande poeta disse, number one, "Pensam que eu tenho as respostas pra tudo, mas eu nem sei qual é a pergunta", é bem assim, somos esse sorriso, o hoje, o agora e o eterno, como você disse,,, beijos boa noite, bom dia, boa madrugada, bom tudo pra ti,,, mas to com raiva,,, seu time eliminou o meu,,,,quero papo não...kkkkkkkk...

jorge junior disse...

Belo poema minha amiga!! Desculpe as poucas visitas.
Voltarei mais vezes!! Grande abraço!
jorge-menteaberta.blogspot.com.br

ONG ALERTA disse...

Mágico...beijo Lisettte.

Luma Rosa disse...

Oi, Bandys!
A poesia é o seu veículo para expressar seus sentimentos. Se fala de amor é porque sente amor, se sente amor é porque é o próprio amor.
:)
Beijus,

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Bandys. O que dizer do seu poema, senão que o achei lindo?
Expressou muito bem os sentimentos, inovou e fez com que eu me sentisse bem ao ler.
Foi tão fluido, tão natural, que achei maravilhosa essa entrega tão especial.
Se no nosso coração não houver amor, certamente o nada seremos.
Ainda assim, podemos clamar para que esse amor inunde a nossa vida.
Beijos e lindo dia de paz!
Belo fim de semana e parabéns!

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

É como se
a vida nos
enlouquecesse
a anatomia,
e de tanto amor
nos transformasse
apenas em coração.

Que a alegria dance
em tua vida apaixonadamente.

Evanir disse...

Carinhosamente passando para
desejar um feliz e abençoado Domingo.
Sem falar das saudades , que tenho no coração.
A vida tem dessas coisas de vez em quando
testa nossa fé e força para lutar.
Beijos no coração carinhos e afagos na sua alma.
Evanir.

Fábio Murilo disse...

"Estou na poesia,
Vivendo nas estrelinhas..."

Bom seria se, como você, escrevêssemos ou reescrevêssemos nossas vidas e rimássemos os dias e a transformasse numa poesia.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/



O Sibarita disse...

Eternamente, é? kkkkkkkkk Tá bom, acredito que sim... kkkkkkkkkkkkkkk

Oi pensando bem, o seu belo poema me induz a dizer que vc está aqui nessas escritas de comentário, ô beleza! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Que mulher da zorra essa Bandys, ainda chego lá! kkkkkkkkkkkkkkkk

Bandys, vc é soda, viu? kkkkkk

O Sibarita

wcastanheira disse...

Uuaau faltou-me ar, q bela ilustração, linda, delicada, sensual, um mimo bela escolha, um texto maravilhoso de ir lendo e meditando linha após linha, pra vc linda bjos, bjos e bjossssssssssss

Mafalda Sofia Antunes disse...

Que poema espectacular!! Adorei as tuas palavras!! Muito lindo o que escreveste sobre poesia!! Fica com deus!! http://pontodecruzdamafalda.blogspot.pt

Larissa Bello disse...

Tudo que verdadeiramente somos está nas entrelinhas da vida. Só temos que saber observá-las. E você mostra que sabe muito bem fazer isso.

Bjos!

Daniel Andre disse...

Bandys, o ser humano é indecifrável no seu dia a dia. É uma vírgula, é interrogação, etc, mas é acima de tudo humano. No atual mundo em que vivemos, não basta apenas sermos de carne e osso, temso que ser de ferro, sem sentimentos. Belas palavras as suas.

Abraços,

http://gagopoetico.blogspot.com.br/