segunda-feira, 17 de março de 2014


O tempo se esfumaça
na janela em que se espreita a vida.
O alaranjado entardecer traz nostalgia
como se a vida também desaparecesse
com o sol ao final de cada dia.
Não se vive uma história sem amor
Não se faz um caminho sem coragem
Não se passa os dias em branco.
Há em cada dia uma chegada e uma partida,
coisas que estão além do bem e além do mal.
Cada dia tem sua dose de ironia e de amor 
sua dose de rotina e sua dose de humor,
mas quando chega ao final morrem com ele
tudo que se passou, morremos nós.
Ficam as lembranças do que marcou,
o resto fica num labirinto de imagens,
engavetados na memória, sem uso...
Cada dia amanhece e anoitece à mesma hora,
cada um com seu destino ou desatino,
entre um e outro há o tempo que não volta.
O tempo parece brincar entre acasos e ocasos,
dias compridos, coisas novas e coisas velhas.
Depois desarruma tudo e vai embora...(
Sônia Schmorantz )
Vem a saudade
Invade, me espera. Um mundo mágico toma conta de mim.
(Bandys)   

22 comentários:

Fernando disse...

Oi Li
Coisa linda esta poesia. Esses são os efeitos do tempo na nossa vida.
Bjsss
Fernando dos Santos
Blog Fernu Fala II

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Bandys.. uma visão que certamente é de muitos de nós.. a vida esta dividida nos dois pólos.. não há só dor .. sempre tem o complemento dela com uma dose certa de amor.. o equilibrio do universo é de tal forma o nossos equilibrio, temos que conviver com as duas faces da mesma moeda sempre aprendendo um pouco a cada novo dia.. muito bem escrito visão ampla do todo.. bjs e um lindo dia
até sempre

Daniel Costa disse...

Bandys, o tempo se esfumaça, mas o fumo de próprio tampo, e o soubeste aspergir num bonito poema.
Beijos

Daniel Andre disse...

O tempo é o senhor de todas as coisas. Ele é implacável. Muitas coisas vão embora, mais certos valores devem permanecer intactos em nossas vidas. A amizade por exemplo. Mesmo que as pessoas mudem e suas vidas se reorganizem, os amigos devem ser amigos para sempre, mesmo que não tenham nada em comum, somente compartilhar as mesmas recordações.
pois boas lembraças, são marcantes, e o que é
marcante nunca se esquece!Uma grande amizade
mesmo com o passar do tempo é cultivada assim!

Um grande abraço, fique na paz !
Dan

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Simplesmente lindo.
Beijos, Eliane querida,
Renata

Blue disse...

Com o tempo
a saudade vem.
A nostalgia toma conta,
e os dias sim,
tem sua dose de rotina.

Beijo

wcastanheira disse...

_O tempo parece brincar entre acasos e ocasos...Um mimo, uma delicia de momento, quentinho, do jeitinho q o tio gosta, pra vc linda beijinhos e beijinhosssssssssss

Luma Rosa disse...

Oi, Bandys!
É de grande sabedoria deixar o dia morrer, deixar que ele morra em nós e olhar para o presente. A vida se torna mais leve quando não carregamos o passado :D
Beijus,

Lucimar da Silva Moreira disse...

A saudade sempre vem para todos, linda poesia Bandys passando pra desejar uma ótima quarta-feira beijos.
http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

Anônimo disse...

É nesse Espectro Divino assemelha seu Pranto
Chove Estrelas Naquele Mar Agitado
De Tanta Poesia Minha Vida fica Acalma se em mim teus rubores como a onda destila se do mar e vagueia, Estrelas estriam do céu , saltam e mergulham juntando se a suas irmãs areias.

Muitas Saudades .. Parabéns !!
Lótus.

Ghost e Bindi disse...

And so we travel in time, learning love and peace... :)

Ghost e Bindi

Lucimar da Silva Moreira disse...

Bandys bom dia, sobre a dúvida da máscara, geralmente depois do shampoo usa-se a máscara pra depois usar o condicionador, mais como eu sou meia enrolada faço tudo ao contrário, mais não importa o resultado quase sempre é o mesmo,os produtos da Avora são ótimos, Bandys passando pra desejar um ótimo final de semana beijos.
http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

Blue disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Blue disse...

O tempo passa
a saudade aumenta.
Mas a espera compensa,
quando o amor é o destino.

Beijo

Fernando Santos (Chana) disse...

Bela poesia...Espectacular....
Cumprimentos

O Sibarita disse...

Ô dona moça! KKKK O tempo balança, o desejo avança, uis e ais se lança, ô maravilha né não? kkkkkkkkkkkkkkkkk

Mais um belo poema!

O Sibarita

LUZ disse...

Oi, querida!

Saudades de você!
Tudo bem, por aí?

O texto postado é muito profundo e dá para refletir. Afinal, o mundo é aquilo mesmo: fruto de ocasos e acasos. Fazer o quê? Nada, porque o tempo, é senhor absoluto de tudo e de todos.
"Desarruma tudo, e vai embora", é isso aí. E nós, ficamos sem saber o que fazer, nem como fazer. Então, o melhor, será recomeçar, mais uma vez.

E depois, aparece esse mundo mágico de que você fala, nem que seja só dentro de nós, e a vida acontece, brota, se anima, nos alucina, e nós amamos, outra vez, como se fosse a primeira.

Dias bem felizes, embora o outono tenha chegado, aí. Olha, que, aqui, minha amiga, chegou a primavera, mas foi só no calendário, porque está um frio danado.

Beijos com muito carinho e amizade.

Há novo post no "Luzes e Luares". Te aguardo, tá?

Evanir disse...

Muitas vezes só necessitamos de uma palavra de conforto, de ânimo,
de alguém que dedique um pouco do seu tempo para nós.
E são nessas muitas vezes que encontramos nossos amigos virtuais!
Hoje venho te abraçar pelo dia do amigo virtual.
Você é benção na minha vida.
Quero estar em sintonia contigo
por muitos anos .
Como muito carinho deixei um mimo na postagem,
simples mais de todo coração.
beijos te agradeço pela nossa amizade.
Evanir.

Alexandre Lucio Fernandes disse...

O tempo hidrata os sonhos, cura mazelas, reforça desejos. Há em cada detalhe um universo escondido, um sentimento debulhado em líricas intenções, num abraço efusivo, entorpecente.
O tempo brinca, mas sucede em nós as alternativas quase vãs da salvação para nossas dores vãs.

Lindo!!

Fábio Murilo disse...

Muito bem escrito. Cada verso uma verdade, uma profundidade. Poema muito bem inspirado, construído. Rico nos detalhes, denso, intenso.

Sónia M. disse...

Um poema denso, como a vida...
Belo!

Deixo um beijo.

Sonia Schmorantz disse...

Oi querida, alguém me mandou um email avisando que um poema meu teria sido plagiado. Vi agora que colocaste autoria desconhecida...Mas não é...é de minha autoria. As vezes nossos textos circulam por aí sem autoria e dependendo da fonte sei que é impossível para outros saberem. Conhecendo você, sei que nunca seria plágio, mas é bom observar de onde o tirou, porque esta pessoa sim, não identificou.
Beijos