quinta-feira, 18 de junho de 2009


Meu pranto
Silencia minha alma,
Faz tudo ser desencontro
Desgoverna minha partida
Cobre-me com um manto de lágrimas sem fim.

Meu canto
Sentencia minha calma,
Faz de ti meu anjo, meu santo
Anestesia minha acolhida
Sem nenhum desencanto
Canto o encanto que mora em mim.

Meu recanto
Sacia em minha palma
Recomeço ao teu encontro
Consolida a minha vida
Sem mais meu pranto
Só com meu amor, sim.

...meu pranto será um segundo de agonia
meu canto poesia, meu recanto alegria...
Você, minha eterna moradia. (Bandys) ♥

28 comentários:

Heldinha disse...

Oi queridaa

Um bom fim de semana para vc.
Com muita inspiração e alegrias.
Além de ser sua fã confessa de tudo que escreve, agora sou fã das imagens que coloca viu? hehehe.
Eita, quanta coisa linda .
beijos mil.

O Sibarita disse...

Eita Bandys apaixonada!

Essa moça ta danadinha nos poemas, mas, por que o pranto fia?

Ei, sorria! Melhor assim, faço fé! kkkkkkkkk

Um beijo
ZéCorró
(Substituto de Sibarita, ainda tomo o blog dele, quer ver repare! kkk)

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo, Bandys, um poema de amor eterno que eu tanto procuro para publicar no TRISTÃO E ISOLDA. Quando vc mudar de post, vc pode me emprestar este poema? Ô, mulher que só faz poemas lindos! Que coisa!
Mas falemos da semelhança do seu poema com o poema que acabei de publicar no meu Blog AMOR. O seu começa triste e acaba bem, o meu começa triste e acaba triste...
Vá dar uma espiada:
http://blog renataamorr.blogspot.com
Transformei o GÓTICO em POESIA EM LÍNGUA PORTUGUESA. É um Blog coletivo: há duas portuguesas e duas brasileiras, acho que vai dar certo. Mas este vc visita depois.
Beijos, querida, saiba que a cada vez vez que venho aqui a minha admiração pelo seu dom poético aumenta.
Renata

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Corrigindo:
http://blogrenataamorr.blogspot.com
Beijos,

claudia disse...

eliane ta demais seu poema uma bela imagem contua assim que vc vai lonje parabens
com carinho
beijao em todos
claudia =tia ca

Sandra disse...

Gostei de passar por aqui. Vim atraves do blog da Re.
Lindo poema.
Venha me visitar.
Com carinho.
sandra

Everson Russo disse...

Nossa,espera aí, deixa eu prender a respiração, não tinha nenhum aviso, "cuidado voce pode se emocionar", o pranto que a gente ve e sente das madrugadas em que o amor definitivamente não virá, é o mesmo que lava a alma, que instiga e acalma, que acolhe e abandona, eu gostaria de usar em minha vida o trecho "recomeço ao teu encontro, consolida minha vida" é muito lindo, é muito sereno isso, mas enfim, traz aquilo que a gente sonha, utopia do amor, hoje vou usar a pretensão...rs..rs...voce escreveu isso pra mim...rs..rs...brincadeira, sei que não, mas me encaixei em cada momento. E hoje aplico-lhe um cheque mate,quando eu disse "dedilhei em cordas de nylon suas lagrimas", não foram lagrimas de dor, e sim de amor, de paixao, de emoção, dedilhei assim como dedilharia a mais perfeita melodia,que é a melodia da sua face, do seu corpo, do seu sentimento e suspiro mais profundo...rs...rs...mais ou menos isso...meus beijos pra ti e o desejo que tenha uma linda sexta feira e um final de semana de sol, praia, e poesia na alma...

Everson Russo disse...

Discordar dos poetas eu concordo, nossa, esse portugues é meio doido, discordar eu concordo, pode isso? rs..rs..rs...quando falamos do numero UM Renato e do numero DOIS Cazuza, temos que usar a frase, façam o que eu digo e não o que eu faço...rs...rs....rs....mas enfim, como te disse, eu não sou mesmo poeta, entao nós nao discordamos, apenas debatemos..rs..rs..rs...e cá entre nós, é gostoso debater, dar do contra, eu acho muito legal as varias visões do que a gente escreve, isso é muito gostoso, muitas vezes quando alguem fala algo, voce diz a si mesmo, nossa, é isso mesmo que eu escrevi e nao tinha pensando assim...rs..rs..coisa de doido...beijos e discorde e mim sempre que quem sabe um dia eu chego ao menos a um perto longe do que foram Renato e Cazuza...rs..rs..rs...OOOOOOOOO TADIM DEU....TADIM DEU...RS..RS...

Poeta Mauro Rocha disse...

Seu texto trás a alegria para quem lê e a esperança para quem sente.Ah! Só passei para lhe desejar um ótimo fim de semana.

Um abraço!!

A.S. disse...

Bandys...

Belissimo poema de amor! Só alguém verdadeiramente apaixonado escreveria este poema...


Beijos!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bandys, querida:

Quero convidá-la a ir ao Galeria, onde publiquei a resenha de um filme cujo título é UMA JANELA PARA O AMOR no Brasil. Você já deve tê-lo visto, pois é um filme de 1985, dirigido por James Ivory e baseado no livro de E.M. Foster, A ROOM WITH A VIEW.
No post, ainda damos um passeio por Veneza através de obras de pintores clássicos.
Aproveito para divulgar que tenho um mais um Blog, o MÁXIMAS.
http://blogrenatamaximas.blogspot.com
Mas vá primeiro ao GALERIA, depois, se quiser, vá conhecer o outro Blog.
Um abraço,
Renata

João Moreira disse...

Olá minha querida,
Tal como teu belo poema,
Quando o amor enche o coração, não deixa nele lugar para mais nada. Nem para o ódio, nem para o rancor, nem para o orgulho.
(José Mallorqui)
Fica bem Amiga
Beijos perfumados

Déia disse...

Vc sabe que amo vir aqui, né?
Desejo a vc, querida, um fds inspirador e repleto de amor!
Então venho aqui e me delicio com suas palavras! bjs

ana. disse...

Moradia.

Bom é isso.
Ter sempre pra onde voltar.

Lindo viu Bandys?

_Gio_ disse...

Adoro esse tipo de escrita! Vou ter que vir aqui mais vezes!

Everson Russo disse...

Poxa,não gostei do seu comentario no Livro hoje, senti voce triste, pra baixo, cade a poesia? se bem que o grandes poetas, dentre eles cito 3, Renato, Bandys e Cazuza, nessa ordem, alimentavam sua poesia de tristeza. Assim posso esperar algo divino aos proximo dias, deve ser muito "ruim", "pessimo" eu diria, abrir a janela e ter nada mais nada menos que a paisagem da Cidade Maravilhosa, conheço por ai é lindo...mas se está com saudades do seu amor, grite, mande um email, um poema, um beijo ao vento, sei lá, ele te ouvirá, e quanto ao escrever todo dia e postar, escrevo sim, ando com problemas com isso inclusive, não para de surgir loucuras, muitas nem devem ser publicadas, outras serão, outras nem sei...vamos ver...mas acredite em Renato..."...eu vi voce voltar pra mim..." beijos e um lindo final de semana....

Everson Russo disse...

Esqueci de dizer, dizer não, implicar com voce...rs...rs...rs...ai até pode ser Cidade Maravilhosa, mas quem tem um Belo Horizonte somos nós...rs..rs...rs...beijos....

o¤° SORRISO °¤o disse...

Oi Eliane.

Linda poesia com apenas um segundo de agonia e o resto da vida em alegria. :-)

=========

Você diz que não consegue me seguir, mas o seu perfil está lá no Seguidores do Google. Estranho. :-(

********





EXCELENTE DOMINGO PARA VOCÊ!




♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




http://brincandocomarte.blogspot.com/

___________________________________

Luma Rosa disse...

Bandys, acho que tem que ser assim quando amamos, mas nem todos conseguem expressar em palavras. Você é maestrina em falar de amor, menina!! Um luxo!! Beijus

Daniela Filipini disse...

Minha eterna moradia!
Que lindo Bandys *-*

Cacau disse...

Li,

O pranto, às vezes, pode ser um recomeço, ou uma descoberta de algo que jamais imaginávamos.
O amor, nos faz chorar e sorrir, nos oferece moradia, segurança e, ao mesmo tempo, nos deixa à deriva, sem rumo.
Mas no fim, se existir fim, o amor sempre prevalece.

Lindo texto, minha poetisa.
Beijos e ótimo fim de semana

Nuno G. disse...

cá estou eu a beber prantos e cantos, no teu belo recanto…

(www.minha-gaveta.blogspot.com)

:.tossan® disse...

As tuas confissões são puro sentimeto de amor. Bela! Beijo

Prof. Sergio Ricardo disse...

Nossa Bandys... amor chegou aqui e pelo jeito, jamais sairá... lindérrima seu poema.... bjs e ótimo domingo...

Prof. Sergio Ricardo disse...

Nossa Bandys... amor chegou aqui e pelo jeito, jamais sairá... lindérrima seu poema.... bjs e ótimo domingo...

Anonymous disse...

Que os ventos do amor tenham levado longe o seu grito de paz, e neles tragam de volta pra perto todo o carinho que voce merece...uma linda semana cheia de paz...beijos na alma...

Everson Russo disse...

Esse anonimo ai acima, sou eu...o treco publicou sem eu assinar...oooooooooo vida....beijos

Anna e Cesar disse...

Um belíssimo poema, entre tantos belos...
Minha alma em pranto
Esqueceu o canto
da vida, cadê o encanto?!
Tudo é desencanto
Ah, pranto...
Por que doi tanto?
Permaneço num canto...

ai ai... rs
Lindo demais minha amiga...
Tenha uma semana de amor e alegrias, beijos de muita luz em seu coração!