terça-feira, 13 de dezembro de 2011



A dor é limitada.
O medo é passageiro.
A posse é temporária.
A vida é um desenho a cada dia...
O sofrimento acaba quando sorrio.
A tristeza se dilui no contato com o prazer.
A luta morre quando decido conquistar...
O sacrifício se extingue quando resgato a imperfeição.
O perdão é dado quando me elevo.
A poesia nasce trazendo vida.
O amor me habita quando me reconheço em paz.


...benditos são os momentos em que eu me
 descomplico pra conversar com deus...(Bandys) ♥

11 comentários:

Rogerio Rinaldi disse...

Adoramos o seu blog,é maravilhoso e sempre estamos por aqui conferindo todas as novidades.
Super beijos da Glorinha.
http://sobrincosvendas.blogspot.com

O SENHOR DO TEMPO disse...

belíssimo escritos
gostei do teu espaço
a visitarei mais vezes
grande abraço


bruno

Eric Maffer disse...

Cada um tem sua forma e seu momento, e o seu mesmo que pareça perdido e sem forma, é bonito =)

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando para agradecer o carinho de sempre e oferecer uma fatia de bolo de aniversário...embora virtual é de coração.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Tânia T. disse...

Não existe nada melhor do que conversar com Deus.. nosso amigo melhor!


*--*

bjoo

Vinicius disse...

Bandys, agora eu resolvi postar um poema alheio: postei um poema do Heine. É um poeta alemão do século XIX e que muito me influenciou. Aproveito para perguntar a ti: quais são as suas influências poéticas?

Abraço

Daniela Filipini disse...

Benditos são os momentos em que eu me descomplico para conversar com Deus... Exatamente isso, e ultimamente esses são os únicos momentos de paz que tenho.

Irei lhe escrever sim, em breve, só não deixo data marcada...
Fique bem.

Everson Russo disse...

São esses momentos únicos da vida que nos fazem inventar a poesia, escrever a alma, decifrar o coração,,,sofrer, sonhar,,,amar pra enfim sermos felizes...beijos de bom dia pra ti.

Nos Amando... disse...

maravilhoso
encantado
descomplicado
linda noite bjs

Everson Russo disse...

Um dia todo lindo pra ti minha querida, por aqui, pode esquecer praia,,,tá chovendo há um tempão..só casa e vitrolinha com Legião...rs...beijos.

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Passeios por sentimentos que se passeiam dentro de nós. Sensações agudas que cutucam a pele aguda.

Indo da dor para o amor, do incerto para o certo. Do sofrer para a poesia...

Lindíssimo!

Beijos Bandys!