quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014



PERCO-ME PARA TE ENCONTRAR
San Juan de La Cruz

“O amor, algumas vezes,
não é compreendido nem percebido
pela pessoa a quem é dado;
Não tem seu fundamento no sentido com ternura,
e sim na alma com fortaleza,
tornando-a mais corajosa e ousada do que antes:
Pode, todavia, redundar às vezes no sentido,
com ternura e suavidade.
Para alcançar este amor,
alegria e gozo causados pelas visões,
convém à alma ter força, mortificação e amor
para querer permanecer
no vazio e na obscuridade de tudo.
Cumpre estabelecer o amor e o gozo
justamente no que não vê nem sente,
porque não é possível nesta vida
ver ou sentir a Deus, incompreensível e inefável;
por isto, o caminho para ele é o da renúncia total.”
(Bandys) ♥

19 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Lindo poema o desse amor místico de San Juan de la Cruz. Obrigada pela partilha, querida Bandys.
Beijos,
Renata

Bell disse...

Que lindo.

Muitos não valorizam o amor que recebem, uma pena que ainda as pessoas só valorizem qdo não tem mais.

bjokas =)

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Bandys.. o amor é um sentimento trazido na ponta da língua de todos , raramente sentido pois fzem dele uma ponte para o prazer onde o que não existia se dissipa por completo..
vi um video esta semana muito bom
amar- a bioquimica do amor- hélio couto..
se desejar procure no youtube.. tem muitos videos dele.. achei um material muito rico, estou acompanhando aos poucos tudo dele.. bjs e até semrpe

✿ chica disse...

O que dizer? Lindo!!! beijos,tudo de bom,chica

Felisberto Junior disse...

Olá, Bandys
...por vezes, quem recebe o amor não compreende porque só se começa a compreender o que é amor, quando a vontade de fazer o bem ao outro for maior do que a própria compreensão .O amor não exige satisfações passageiras, que se extinguem no mundo com a primeira ilusão. O que verdadeiramente ama, porém, conhece a renúncia e vive feliz sabendo caminhar para o futuro, com o infinito de suas perspectivas, colocando acima de tudo a fidelidade e, em segundo lugar, a perfeita confiança em si mesmo.
Por outro lado, quando nos sentimos compreendidos, isto nos dá a sensação de pertencer, de que o amor vale a pena, há prazer. Um amor , que às vezes se faz em palavras, em outras, acontece no silêncio...nem sempre é compreendido, mas sempre será percebido
Beijihos, témais!

Ana Bailune disse...

Profundo texto. Muito belo.

Mistral disse...

Maravilloso San Juan de la Cruz

Daniel Costa disse...

Bandys, tenho para mim, que amar é adorar Deus. Sendo assim, há sempre que ser viril, ao mesmo terno, como o Mestre ensinou.
Beijos

Marcos Satoru Kawanami disse...

Gostei, e gostei também do ensinamento do perfil.

Secreta disse...

:)
perder sem perder...

A. J. Cardiais disse...

Bandys, adorei seu blog. Estou levando este poema para postar no facebook, na Academia Virtual de Escritores Clandestinos. Um beijo

Jair Gabardo. disse...

Creio que o amor está em todas as mãos. Todo mundo carrega. E quando abrimos nossas mãos para depositar no próximo esse querer bem, estamos a beira do "se". E vivemos correndo esse risco.

Estou migrando do PARA QUE FIQUEM para o meu novo canto, no qual junto com mais duas colaboradoras eu busco novas formas de pensamentar, refletir e expressar na escrita algumas das inquietações que vamos tendo ao longo dos dias. Quero te convidar a seguir o Blog, deixar o seu olhar sobre o tema que estamos tratando e somar. É sempre bom!
Segue o link: www.todasasletrasporumtom.blogspot.com.br - TODAS AS LETRAS POR UM TOM
Um abraço e bom final de semana!
Jair Gabardo.

Dilly Monnete disse...

"Renúncia total." Parece paradoxal e terrível, mas é a mais pura verdade. E só quem sentiu na pele compreende de fato.
Lindo poema :3

Rita Sperchi disse...

Bom tarde de sábado!!
Poema profundo , lindo e cheio
de encantos amor é amar ao criador

.Bjusss tenha um bom final de semana

Abraços

__________⊰•✿.•°•.•✿⊰Rita!!

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Entregar-se ao amor é o caminho para dele sentir a plenitude. Amor só é amor quando abraçado por inteiro, numa renúncia total.

Poema lindo!!

Beijo!
amodoro!

She disse...

Minha querida que sempre fala do amor lindamente... :)
Beijo, beijoooo
She

Fábio Murilo disse...

Só as grandes almas amam assim, amar sem ser amado, querer sem ser querido. Esse é o verdadeiro amor, despojado, que nada espera em troca. Amor que se basta, que ama por dois.

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Um poema que me deixou sem palavras, de uma profundidade que ultrapassa todas as emoções. Adorei como sempre.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

O Sibarita disse...

Tem razão o poema, o amor é por vezes incompreendido, imperceptível, mas, ainda assim é amor e como tal... imagine! kkkkkk

O Sibarita