sábado, 9 de agosto de 2014


Encara
Olha dentro dos meus olhos...
Se o brilho de uma constelação
dentro deles não estiver,
É porque olhastes com teus olhos de amigo.
Se olhares com os olhos do coração,
Não encontrarás a paz que desejas,
Mas a revolução armada,
Deliciosamente preparada com as estrelas abraçadas,
Discretamente pintadas por raios de amor
Olha então...
Com os olhos da alma, escuta com calma
E ampare na palma da sua mão.


...as vezes me vejo como uma estrela... sou a primeira a nascer,
 a ultima dormir e em outras me jogo só pra estar
mais perto de você...(Bandys) 

20 comentários:

Fábio Murilo disse...

Esse olhos mortais que prendem mais que visgo, profundos abismos, mergulho fatal em profundezas oceânicas. Olhar fatal de ave de rapina, hipinótico brilho, delírio.

Dentro da Bolha disse...

o olhar profundo transbordando na alma, calma. pense, respire e deite para encarar mais um dia.
abraço forte!
dentrodabolh.blogspot.com

APENAS PALAVRAS disse...

Teus olhos têm uma cor
de uma expressão tão divina,
tão misteriosa, que eu usaria dizer Bandys... Quando a luz dos olhos meus
E a luz dos olhos teus Resolvem se encontrar.
Mas se a luz dos olhos teus
Resiste aos olhos meus só pra me provocar. Sendo assim! Teus olhos são meus livros. Bandys eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces... Assim como são gotejantes como favo de mel seus lábios...Venho de longe para provar o mais puro néctar do frescos de suas palavras, sentindo assim o aroma quente que emana de ti... Deixo-te um bj carinhoso e demorado nas entrelinhas do teu coração....

Rita Sperchi disse...

Que olhos bonitos ao ver esse amor
Lindo amiga...e que as estrelas brilhem pra vc sempre

Bjuss de bom final de semana

________Rita!

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Mais do que ver, é preciso enxergar o outro para amar.
Lindas palavras, amiga.
Beijo*
Renata

Samuel Balbinot disse...

Bom dia querida Bandys.. pois se assim cada um de nós fizer então veremos o outro como ele realmente é..
nos dias de hj parece ser tão dificil ver as pessoas olharem com os olhos d alma pois estão envoltas pela ilusão que prende os olhos físicos..
beijos de bom dia e até sempre..
tenha um lindo final de semana

APENAS PALAVRAS disse...

Voltei assim que li e reli seu doce e carinhoso comentário em meu espaço que aguarda desejo sua presença, o qual esta sempre pronto e inalar do cheiro seu perfume em cada frase ali deixada....bj linda se cuida

wcastanheira disse...

Andar por aqui é sempre muito quentinho, um mimo, por isso sou um viciado em vc e dxo pra guria beijinhos e beijinhosssssssssssss

Fogo disse...

:)

Dilly Monnete disse...

É o que dizem, os olhos são o espelho da alma. E que alma reluzente a tua :3

fjunior disse...

Li e reli como se fosse um engima, do tipo decifra-me ou eu te devoro, aliás, acho que é mais te devoro e te devoro. Belíssimo.

ONG ALERTA disse...

Que esta estrela brilhe no amor, beijo Lisette.

ONG ALERTA disse...

Que esta estrela brilhe no amor, beijo Lisette.

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Bandys.. não entendi o que houve.. simplesmente não consegui mais te mandar nada.. nem sua pagina entrou mais.. não sei se fiz algo.. desculpe por qualquer coisa.. bjs e um lindo dia

fjunior disse...

Olá, moça
obrigado pelo comentário também - que recebi pelo lugar mais improvável.
Lá no blog tem um espaço que tá meio escondido. Vou ver isto depois. Beijos

http://gamella.org/2014/08/11/poesia-meio-nada/#respond

Andréa disse...

Olá Bandys! Tudo bem?
Através do olhar enxergamos a alma.
O olhar diz tudo!
Você escreve com a alma, parabéns!

Desejo-lhe uma semana super produtiva, fique com Deus!
Bjs no seu ♥
Andréa

O Sibarita disse...

Ô moça! kkkkkkkk

Realmente estou vendo o brilho de uma constelação e ai o que faço? kkkkkkkk

Poema porreta de bom!

O Sibarita

Nanda Olliveh disse...

Belo poema amiga Bandys!
Saudades do seu cantinho de amor.

...as vezes me vejo como uma estrela... sou a primeira a nascer,
a ultima dormir e em outras me jogo só pra estar
mais perto de você..

Lindo!


Beijos!

Vitor Costa disse...

Muito belo e terno poema Bandys, gostei bastante. :-)

Alexandre Lucio Fernandes disse...

O amor é universo nos olhos, no peito, no coração cadente, na alma sedenta por revolução de sentimentos. O céu reflete a beleza de almas unidas, de entrelaços e toques febris, cheios de emoção, de calor, de desejo.

Almas que se encaram realmente se amam.

Lindooo!

Beijo. amodoro!!