segunda-feira, 18 de agosto de 2014


Quando o sol se for
Farei uma declaração
Num riscado de cores
De tintas e de luzes
De falas e de danças...

Vou segurar sua mão
E iremos esperar a lua nascer,
As estrelas apontarem até ficarmos sem ar
Do encontro de nossas bocas...
Teremos uma visão perfeitamente bela
Sem fala sentiremos nossos gostos doces.

Em nossas meninas dos olhos
Como se preto fosse fogos brancos
Uma força crença iluminará nossas almas
com clarões poderosos de amor.

...dançaremos em nossos corpos 
 dormiremos em nossa alma... (Bandys) ♥ 

18 comentários:

Élys disse...

Uma bela poesia com toda a força do amor.
Beijos,
Élys

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida Bandys.. por isso que o romantismo nunca vai se findar.. pq nós alimentamos ele com poesias assim.. onde o amor se veste de palavras e visões..
a última frase fico belissima.. é a perfeita expressão.. e em todos os teus poemas vejo e sempre reparo no final.. pq sempre deixas uma parte tua para quem te lê..
beijos e até sempre minha amigaaa

Patrícia disse...

Que intenso Brandys, parabéns! Eu amei e amei!!!
Bjs

Sonhadora (RosaMaria) disse...

minha querida

Um belo hino de e ao amor neste belo poema que adorei ler como sempre maravilhoso.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Elisabete disse...

Uns versos lindos cheios de romantismo.
Bjs

Andréa disse...

Olá querida, bom dia!
Uau...!
Poema lindo e inspirador, belos versos, parabéns!

Lhe desejo uma semana super abençoada!
Beijinhos no seu ♥
Andréa

fjunior disse...

"esperando a lua nascer" e "dormiremos em nossa alma" são duas belas construções. Sempre ficamos a espera do sol nascer, é como se a lua nunca nascesse e sempre estivesse lá, nos acompanhando, mas sim, ela nasce como o sol. Sobre o segundo verso, tão bom quanto o encontro doce de bocas que se procuram é o dormir juntos, abraçados, esquecidos de tudo, como duas almas grudadas...

Daniel Costa disse...

Bandys

O crepúsculo que determina, a saída sol é, realmente a hora ideal, para os tic - tac do coração pela amenidade que pressupõe,
Beijos

Evanir disse...

Com meu carinho de sempre venho agradecer
as palavras reconfortantes deixadas no meu blog.
Tudo isso me leva pra frente dizendo
continue ainda existe quem te quer bem do outro lado da telinha.
Ando protelando meu afastamento por
conta de pessoas tão importantes para mim como você é ,
a um longo tempo caminhando comigo.
Eu sou humilde demais , eu amo demais ,
eu me envolvo demais , eu luto demais ,
talvez seja essa garra que deixa
gente brava outras feliz e tão contente.
Hoje venho te pedir uma gentileza.
Apesar dos meu quase 10 anos de blog
por algumas vezes termino entrando
em alguma coisa , que me deixa feliz em participar
a mais de 5 anos deixei de participar de tudo nos blogs
por perder o encanto por muita coisa.
Veio o convite eu fui tentar ser poeta por um dia
hoje peço seu voto
se achar que meu poema vale seu voto.
Nome do meu poema?
"Você é minha Poesia"..
Endereço para votar.
http://ostra-da-poesia-as-perolas.blogspot.com.br/
È complicado pra mim pedir voto,
pois sempre achei que merece ganhar sempre
todos os pemas.
È lindo mesmo que seja um único pensamento.
Caso for votar é votar e confirmar seu voto
é complicado ,
mais acredito no seu potencial de
votar e de escolher.
Um abraço cheio de carinho.
Evanir.
PS.Quando terminar farei uma
postagem como o nome de todos amigos
que confiaram em mim seu voto.

Rita Sperchi disse...

Passando para agradecimento!

Agradecer
Elogiar, pelo belo que faz
E parabenizar é uma virtude que
nos temos para com os bons amigos
E com carinho de sempre recebo sua
visita com muito amor
Sua presença é marcante no meu
Cantinho

Bjusss

└──●► *Rita!!

APENAS PALAVRAS disse...

Quero que minhas palavras sejam como a brisa do amanhecer ou folhas ao vento durante as madrugadas, possam tocar teus pés delicados. Os quais te sustentam o seu doce peso. Sobre eles se erguem sua formosura. Quero tocar-te nos lábios e colher os frutos da sua seleta sabedoria. Soprarei suas delicadas mãos e deixarei que desague o pólen da sua infinita delicadeza, as quais escrevem e descrevem seus magistrais textos poéticos deixando parte de si neles... Os quais me fazem vir de longe colhendo seus fragmentos com aroma de mulher, na sua mais infinita delicadeza... Delicadeza é a mescla de rotinas que fazem de nossa vida um livro de crônicas com começos complexos e finais felizes. Sendo assim termino com tuas palavras Bandys... Vou segurar sua mãos e iremos esperar a lua nascer, dançaremos em nossos ao som das tuas encantadora palavras(Bandys)..... Se cuida linda....beijão no seu coraçãozinho,e que toda felicidade que possam existir nos quatro cantos do planeta repousem sobre vc para que nunca desapareça o brilho dos teus olhos e a alegria contida nos teus lábios que gotejam o mais puro dos néctar...

Ghost e Bindi disse...

Mais que prazer, inexplicável sublimação causada pelo amor entre dois seres. Explicável sim...mas teremos que amar assim para entender. Soberbo, Bandys.

Ghost e Bindi

Mari disse...

olá,querida
Intenso e inspirador.Adorei!
Beijo

Luma Rosa disse...

Oi, Bandys!
... E na noite o céu se faz altar com a lua a iluminar esse amor profundo que sentem um pelo outro.
Muito lindo!!
Beijus,

Fábio Murilo disse...

Pura poesia, fantasia. Belo!

Brisa Petala disse...

OLÁ
Uma bela poeisa repleta de muito encanto de amor.Um feliz domingo.
Ana

Branca disse...

Bela poesia!
Bj... :)

O Sibarita disse...

Ei dona mocinha, o sol se foi e ai? kkkkkkkkkkkkk

Mais um poema retadamente gostoso, insinuante... kkkk


O Sibarita