domingo, 14 de fevereiro de 2016


Hoje vestida de silêncio percorri a tua ausência nas pétalas que vestiram o meu corpo...nos sonhos que nasceram nas minhas mãos vazias... Nas palavras que já foram nossas e se perderam nas esquinas do tempo... na imensidão da noite...nos braços vazios de nós...nos soluços que se desprendem do meu corpo...nos voos dos meus sonhos onde anoiteço...nos medos escorrendo dos dedos...na solidão presa nos gestos. Nos rótulos que bordavas em mim
e é certo te chamar de moço? assim como se fosse tão desconhecido, tão distante de mim, quando na verdade você vive e pulsa coisas do meu peito, da minha alma.. Descreve seus tons, suas angústias, vontades desejos e invade os meus, e os mistura sem pedir, liga os pontos e me deixa boba assim. Você entra, me rouba o fôlego e saí, é justo? me diz. Você me toma tão doce e eu fico doce tomada por você

O amor mora nos labirintos abissais do teu peito e renova-se através dos meus olhos de guardar poesias.(Bandys)


12 comentários:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Nos meus olhos de guardar poesia... muito lindo, Bandys.

Beijo*
Renata

Elisabete disse...

Lindas palavras!
Bjs

Andréa disse...

Hello minha querida!

" O amor mora nos labirintos abissais do teu peito e renova-se através dos meus olhos de guardar poesias." (Bandys)♥
Lindo demais, belas palavras!
Adorei a foto, você é linda de viver!


Beijinhos, sucessos sempre! ♥

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Que lindo escrito!
Como sempre sento à sua mesa
e me srirvo de sua encantadoras palavras;
"O amor mora nos labirintos abissais do
teu peito e renova-se através dos meus olhos
de guardar poesias.(Bandys)♥"

Linda nova semana!
Bjins
CatiahoAlc.

Anônimo disse...

Ainda arrepia, penso que vai sempre arrepiar.
Como é bom me sentir mais perto de você viajando nas tuas palavras.

Obrigado

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Bandys, tarde...lindo lirismo...é assim mesmo, a doçura do "moço", não é premeditada,é apenas o reflexo do amor , que se externalizam em ações de muito carinho, que toma tão doce o eu "lírico" e o eu "lírico" fica doce tomada ...belos dias, beijos!

Rita Sperchi disse...

Vim ler o que de bom escreve minha doce
poetiza, que seja sempre belo td por aqui
Um abraço carinhoso
Rita

Daniel Costa disse...

Prosa poética excelente, bons momentos ao sorvê-la.
Beijos

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, O amor é mágico, não é uma magia qualquer, é a mais poderosa de todas.

Alexandre Lucio Fernandes disse...

O amor nos unifica nesse elo nascido entre os corações. Passeamos no apego inerente, na poesia que reside nos colos apaixonados, diminuindo toda e qualquer distância, erradicando saudades... Suplicando presenças...

Sim moça, é certo!

Beijo!!
Amodoro ^^

Felisberto N. Junior disse...

Olá, Bandys
Obrigado pelo carinho da visita, bom f.d.s, belos dias, beijos!

Lucimar da Silva Moreira disse...

Bandys uma linda inspiração de amor, palavras encantadoras, Bandys beijos.
http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br/