sábado, 30 de julho de 2016


Acordo onde minhas lagrimas adormecem. Meus lábios te sorriem e te beija, embora teu pranto embriague minha alma. Entontecem meus sentidos.. Na dança, anestesiada, faço poesia. Acolho-te no meu colo perfeito para o descanso do teu corpo. Nosso soluço mistura-se no ar. Profundo. Calado. Doído. No silencio embalado pelo tempo que não volta, retomamos aos poucos a respiração, a calma necessária, o pulsar dos nossos corações.. Respiramos o mesmo ar. Ocupamos o mesmo espaço... Serenamos nosso desejo.  Suavemente   nossos  lábios  se  tocam, o  sorriso brota... O dia apenas começa espalhado pelos nossos corpos agarrados. Tingido pelo nosso amor.


ando tão inundada de levezas que qualquer vento de ternura me transforma em poesia. (Bandys)

9 comentários:

Felisberto N. Junior disse...

Olá,Bandys, bom dia,...se tem soluço misturado no ar, é mais fácil dar a volta às coisas, introduzir leveza e ternura, evocar um novo e lindo dia que virá ... vento descobre o querer ser feliz e juntos se transformam em poesia .
Agradeço pelo carinho, feliz semana,pausarei em agosto, volto em setembro,belos dias,beijos!

Wonder Alves disse...

Bom dia meu amor...Depois de longa data, aqui voltei para ler e reler suas lindas postagens...Durante a minha ausência sempre a carreguei em meus pensamentos..

A beleza está nos olhos de quem ama. E mesmo você sendo uma linda mulher, tenha a certeza que ninguém no mundo vê mais beleza em você do que eu. Olhe para os meus olhos e quando se vir refletida você saberá o que é a beleza e o que é amor.
Sua beleza meu amor me encanta, espanta e é tanta, que canta mil sonetos embrulhados em cetim. É como brisas que penetram os olhos e me tocam a alma, lhe concedendo refrigério. Você é linda, foi roubada do céu e plantada entre lírios no mais belo dos jardins. É arte em dia de inspiração, o tesouro que moveria cavaleiros, nos tempos dos castelos. Por isso vem te vou guardar em meu coração, em um aposento sem porta, pois quero você eternamente.
E eu quero, eu fico eu espero, se o final formos nós dois juntos, que o fim venha agora, não haverá ninguém mais feliz, do que eu! Toda a mulher possui o dom da excepcionalidade, da singularidade. Toda a mulher é única na sua essência, especial no seu conjunto e naturalmente bela. Sendo que a sua beleza de mulher meu amor, é igual à aurora que todo o dia desperta o mundo em sussurro, e como o ocaso que o embala de paz.
Sua beleza meu amor é sublime e orvalhada de raridade, é recheio de amor, de carinho em um conjunto notável de formas, de curvas e contracurvas onde, com tinta vermelha de paixão, se escreve o conto da criação. Sua beleza meu amor é arte, é poesia, são todas as notas da mais bela melodia, são encantos de mistério e loucura onde se guarda a origem da vida e do amor. Se você se visse com os meus olhos, você iria ver a pessoa mais linda e encantadora do mundo. A beleza vai muito além da superfície da pele, das formas do corpo e do volume dos cabelos.
A beleza é um conjunto de coisas, é a maneira como a sua mão move-se no ar enquanto você fala, é a ponta do seu cabelo que insiste em ficar sobre os olhos... A beleza é o seu corpo se espreguiçando pela manhã, toda vez que lê meus dizeres. Como de uma leve brisa emanada por mim tocassem seus lábios em suaves desalinhos fazendo você sorrir a cada amanhecer e entardecer.
Sendo que a minha verdadeira beleza em conjunção com a sua, está na nobreza dos meus sentimentos e na força do meu coração, quando mesmo distante expresso aquilo que estamos a sentir no silencio do nosso olhar neste exato momento, que esta palavras estão a penetrar em seu coração deixando parte de mim nele!
Escrever aquilo que possa enaltecer uma mulher são pra poucos, em um mundo ondes os homens só aprenderam elogiar as parte remotas daquilo que os aguçam os desejos carnal e sexual... Minhas palavras estão muito longe do sarcasmo! Meus dizeres sempre serão profundos e reais quando eu me dirigir a ti em palavras.

Fábio Murilo disse...

Bonito poema Bandys. O amor em toda sua essência e consequência. Beijos!

Cadinho RoCo disse...

Muito bom te sentir assim.
Cadinho RoCo

Elisabete disse...

Como sempre, uma prosa sua de que gostei muito.
Bjs

Suelen Muniz disse...

Oi Bandys,
Dá pra sentir a leveza ao te ler,pode ter certeza.
E como é bom estar cercada do que é bom,da alma que brinca de fazer poesia.
Você faz isso lindamente.
Abraço =)

Mar Arável disse...

Sopro-a

e voo

Bj

Rita Sperchi disse...

É sempre nos momentos que mais
precisamos lemos poemas encantador
e faz com que ficamos mais feliz e vc sabe
como fazer alguém feliz em ler

Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Daniel Costa disse...

Bandys
Seguindo um inconfundível estilo, esta tua prosa poética é de encantar.
Postagem – “São Luis – Ocupação Holandesa”
Veja e comente o post
http://amornaguerra.blogspot.pt/
BRASIL: O SORRISO DE DEUS.
bjs