domingo, 17 de julho de 2016


Tomo teu poema nas mãos e olho cada palavra, cada uma em seu som de pétala e chuva, cada uma em sua cor mais brilhante, cheias de luz. Abro os lábios sobre elas e derramo sorrisos, deixo pousada ali a delícia de achar meu nome, meu nome desdito no verso. Meu orgulho se esconde pequeno inseto entre as flores rosa. Tenho aqui lágrimas de cristal gelado e teus dedos correndo pelo meu rosto enquanto leio o que escreves. 
(Bandys)♥

11 comentários:

Felisberto N. Junior disse...

Olá, Bandys...
...não há limites para a felicidade quando somos fonte de inspiração para o derramar da alma do poeta em uma folha de papel , Feliz semana, Beijos!

Elisabete disse...

Que palavras lindas!
Gostei também muito da foto.
Bjs

Bell disse...

Lindo poema♥

bjokas =)

Fábio Murilo disse...

"Meu orgulho se esconde pequeno inseto entre as flores rosa.", muito bom poetisa, surpreendente, lindamente escrito. Beijos, Li Bandys.

Felisberto N. Junior disse...

Olá, Bandys, agradecendo pelo carinho , belos dias,beijos!

Elisabete Lira disse...

Lindo blog, convido a conhecer e seguir o meu bjus.

She disse...

Olha eu voltando à blogosfera amadaaaaaa, saudades daqui... :) Você tá bem?
Beijo, beijo!
She

Ariana Coimbra disse...

Poema lindo, cheio de amor entre as linhas.

Beijo

Suelen Muniz disse...

Oi Bandys,
Cada vez que venho aqui te sinto mais inspirada,lindo poder ler esses versos.
Amor entre linhas.
Abraço =)

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Magnificas palavras de amor. Uma brilhante semana

A Casa Madeira disse...

Me lembrei das cartas que recebia e as que
mandava; tenho saudades; sou da época em que se
colecionava papéis de carta k;