sábado, 2 de dezembro de 2017


Preciso de todas as fantasias
de todas as presenças
do silêncio dos ecos
e das ausências
Que passeiam em mim,

Soprem ventos as minhas metades enfeitadas de nada.
Meus olhos perdidos são achados nos seus. Mãos vazias.
Do fundo, dentro, dentro sopram vendavais, e apenas silêncios
me chegam a alma. Ondas do mar me trazem o dia. E meus lábios
tornam-se inspiração da poesia que meu corpo te dedica. (Bandys)

2 comentários:

Elisabete disse...

Fiquei seduzida.
Bjs

Ghost e Bindi disse...

Bom dia querida!
Nossa alma é feita de silêncio...nascemos nus, enfeitando-nos durante a vida com os sentimentos que cultivamos...as flores do amor e da generosidade são guirlandas com as quais nos vestiremos de glória.
Um carinhoso abraço!
Bíndi e Ghost