sábado, 7 de novembro de 2009

Esconderijo do Amor e Poesia

Bailavam meus sonhos
Pela alta madrugada
Eu decifrava os enigmas
Mas não entendia nada
Procurava a minha paz
Na escuridão da rua
Na solidão do meu deserto
Ou na alma da menina lua
Calada meiga e serena
Demonstrando que o amor vale à pena
Refletindo se olhar no mar
Num toque de astros do universo em verso
Mostrando-me a alegria da noite fria

E o caminho do esconderijo do amor e da poesia
Onde eu irei repousar o meu cansaço
E encontrar enfim o meu mais perfeito acorde
Minha melodia
E a harmonia do meu mundo
Em perfeita sintonia.

Everson Russo
evrediçõesmusicais®
Direitos autorais reservados lei 9.610 de 19/02/98

http://www.olivrodosdiasdois.blogspot.com/

24 comentários:

Bandys disse...

Everson,

Um amigo sensível, amoroso, atencioso, carinhoso..
Desde o 1º livro acompanho esse poeta que descreve em suas poesias
sua paixão pelas suas musas.
E olha que não são poucas não!
Obrigadíssimo pelo carinho e que nossa amizade seja tão bela quanto as letras de Renato.
(só por hoje deixo o Russo em paz)rss

Beijos na alma,

Bandys

Daniela Filipini disse...

Que linda essa! *-*

Aiai que dorzinha no coração, Bandyyss :/
Depois te mando um email :)

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Bom Tarde, querida!
Como é bom acompanhá-la no seu esconderijo!
Comentar sobre o poema? Que é lindo? É lindo mesmo e só vem alindar mais o seu já tão lindo espaço!
Obrigada sempre, amiga!
Beijos e abraços,
Bom Sábado,

Everson Russo disse...

Bom,vamos falar de que hoje? rs..rs.rs..já sei, estou vindo do blog do Daniel Milagre, e lá está uma linda homenagem a um anjo loiro da poesia e paz...uma menina guerreira que brinca com palavras e com elas leva o amor aos corações...agora tenho que falar do post e do camarada que assina? Bom, vamos lá, vou tentar, coisa de uns quatro anos e meio atras, ele arriscou começar a assinar um blog, tinha ,, ou melhor, ainda tem, muitos manuscritos, agora menos, entrou na era dos teclados, a intençao primeira era apenas organizar seus textos, um belo dia tudo mudou, pessoas começaram a ler, dar uma visão do que ele escrevia, sentia, sonhava, e a partir dai, esse menino ai, teve que criar responsabilidades, porque ele já não escrevia só pra ele, por incrivel que pareça, ele tinha leitores, ele fez amigos virtuais, que na realidade, de virtuais não tem nada, são reais, tem alma, e por essa alma que aqui estou pra agradecer seu carinho, agradecer por me trazer pra cá, me deixar ficar em poesia ao seu lado um pouquinho, me deixar ficar escondidinho por aqui um tempo ao lado do seu coração, me faz feliz, me faz sereno, me traz paz, daí, terminanando a explicação, hoje esse mesmo menino, escreve pelas madugadas acompanhado pela lua e pelas estrelas, e tem uma enorme fixação pela chuva, e por muitas vezes, ele se perde nos comentarios, assim como ja me perdi agora, por pura emoção...da sua amizade...obrigado de coração, que Deus te abençoe sempre, beijos na alma....

Anonymous disse...

eliane
"Poesia é quando uma emoção encontra seu pensamento e o pensamento encontra palavras."
parabens para vc
beijão
claudia= tia ca

H L disse...

"Procurava a minha paz
Na escuridão da rua
Na solidão do meu deserto
Ou na alma da menina lua"

é, eu sei o que é querer encontrá-la em tudo.


lindíssimo!
*-*

O Sibarita disse...

Oxente! Valha-me Cristo! kkkkk É tá tudo Russo por aqui! kkkkkk

São irmãos, são, é? Não? Não acredito! kkkk

Ô meu véio, ficou porreta sua homenagem a nossa amiga Bandys, sim! Ela merece, né não? Oi que bom! kkkkkkkkk

É isso ai, maravilhaê!

bjs Bandys

ZéCorró

Francisco disse...

Ah, a alta madrugada!
É neste momento que tudo acontece. Ou quase tudo. Dependendo de como andam os nossos sentimentos!
Parabéns à você e ao Eversson.
Sensibilidade dupla, à flor da pele!
Beijos!

Daniel Costa disse...

Bandys

O Everson dedicou-te um dos maravilhosos poemas que escreve. Aprecio imenso e a sua simplicidade, muito expressiva no seu próprio comentário.
Essa aparente simplicidade poética creio que se adapta bem à poetisa da suavidade e do amor que és, segundo os teus belos poemas.
Parabéns a ambos.
Daniel

daufen bach. disse...

passeando na net encontrei o esconderijo da Bandys e não resisti a comentar.

tudo muito bonito aqui, parabéns!
lindo final de semana a ti.

daufen bach.

mARa disse...

Linda Menina desse Horizonte.

Sempre tão sensíveis e sinceras homenagens, que tocam a alma que falam do amor, que fazem sonhar...

Everson um Lindo e sensível Ser...Ser Lindo!
E Você Linda e sensivel tbm...

Beijos!

Ava disse...

Meu DEus!

Meus amores de amigos...rs


Voce e o Everson juntos... Só poderia resultar num poema lindo e numa homenhagem que merece outro post, o comentário dele...

Parabéns aos dois e nós só temos a ganhar...

E vontade nenhuma de sair desse esconderijo...rs


Beijos aos dois!!!


PS: Bandys, amei teu acróstico!!!

Luma Rosa disse...

Tenho acompanhado as postagens do Everson e lido suas poesias. Não comento por ter uma certa dificuldade em comentar poesia, sei lá! Acho que poesia a gente não comenta, a gente sente! Eu seria repetitiva e como sempre leio e penso "Que belo" ou "Que inspirado"...prefiro me abster.

*off-topic: agora entendi! Você coloca a foto do dono da poesia. Desculpe mais uma vez, aquele dia! Só não concordo com o que disse dos 15 anos. Tudo bem, não existe gente feia com 15 anos! Mas uma mulher, quando madura e sabe o que quer, deixa as meninas de 15 insossas! (rs*)

Bom fim de semana! Beijus,

Hugo de Oliveira disse...

Brilhante meu amigo Everson, eu também gosto de valorizar o seu trabalho lá no meu espaço.


abraços

Hugo

Desnuda disse...

Mas que maravilhaaaaaaaa! Entro aqui e fico feliz com este carinho fraternal e exemplar! O poema, belíssimo, como não poderia deixar de ser e o teu gesto encantador, amiga! Enfim, tudo tão bommmmm! Tão gostoso e saudável! Voces são uns amores, visse?


Carinhoso beijo.

Luciana Klopper disse...

Fiz um texto pra ti, vou mandar por email..bjs

Luciana Klopper disse...

mandei pra esse e mail: egpmb@terra.com.br

Franzé Oliveira disse...

Solidão...
Universo em verso...
Minha melodia...


Bonito o texto.

Bjos menina.
Mande para mim o título da música do seu blog e quem canta. É uma viagem.

Franzé Oliveira disse...

Solidão...
Universo em verso...
Minha melodia...


Bonito o texto.

Bjos menina.
Mande para mim o título da música do seu blog e quem canta. É uma viagem.

Andresa disse...

Amiga,
Admiro muito a escrita do poeta Everson, e hoje pude desfrutar em seu esconderijo uma obra que não conhecia.
Fiquei maravilhada com tal poema.
Parabens!
E um grande beijo no coração.....

Passei no blog do meu amigo Daniel, e la estava uma homenagem para ti, parabens!

Andresa

Everson Russo disse...

Ola minha menina da poesia, ainda estou aqui...rs..rs..rs..olha eu ai, me achando o maximo no seu esconderijo...mais uma vez obrigado por esse carinho e esses cabelos loiros ao vento...beijos e otima semana...

Majoli disse...

Pôxa, cheguei meio atrasada, mas o importante é que cheguei...Bandys que coisa mais linda o que o nosso amigo Everson fez em homenagem a você, AMEI.

Parabéns Everson.

Parabéns Bandys.

Beijos no teu coração querida e uma semana cheinha de paz.

Anna disse...

Olá Poetisa querida!
Oi Poeta querido!
Que dupla do barulho, hein?! rsrs
Everson, como sempre deixando sua alma solta, livre, alma essa que conhece tão bem a sua amiga, de forma que imortalizou muito de vc através desse lindo poema!
Não poderia deixar de comentar aqui tbm...
Parabens aos dois, sobretudo por esse carinho explicito em cada palavra!
Beijos de luz!
Ah, meu outro blog está ativo novamente, deixo aqui endereço pra vc, amiga... rs
http://fasciniusangels2.zip.net/

.

Luciana Klopper disse...

Amo esse rapaz