sexta-feira, 14 de outubro de 2011



Acordo onde minhas lagrimas adormecem.
E meus lábios te sorriem e te beija, embora teu pranto
embriaga minha alma. Entontecem meus sentidos..
E na dança anestesiada faço poesia, aconchegando voce no meu colo
mais perfeito para o descanso do teu corpo.
Nosso soluço misturasse no ar. Profundo. Calado. Doído.
E no silêncio embalado pelo tempo que não volta, retomamos
aos poucos a respiração, a calma necessária, o pulsar dos nossos corações.. Respiramos o mesmo ar. Ocupamos o mesmo espaço.. Serenamos nosso desespero. Suavemente nossos lábios se tocam, o sorriso brota..O dia apenas começa se espalhando pelos nossos corpos agarrados.
Gritando pelo nosso amor. Silenciando nosso momento.

..e me devolvo inteira, antes que eu me quebre outra vez.
(Bandys) ♥

9 comentários:

Everson Russo disse...

Uau,,,lindo, cheio de sentimentos, um cenário de amor,,,de paz onde a gente se deita pra sonhar,,,e se perder...beijos de bom sábado pra ti e seja bem vinda a Minas....lugar melhor nesse país não há....

Nilson Barcelli disse...

"e me devolvo inteira, antes que eu me quebre outra vez."
Todo o poema é excelente, mas o final é de merstre...
Querida amiga, tem um bom fim de semana.
Beijos.

Daniel Costa disse...

Bandys

Belo poema! Há lá mais bela poesia, que a nasce do amor. Ela é mesmo tabernáculo para amar.
Beijos

ONG ALERTA disse...

O amor é mágico, beijo Lisette.

Sonhadora disse...

Minha querida

Muito belo e sensual este texto pleno de amor.

Adorei e deixo um beijinho com carinho.
Sonhadora

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Porque o amor se suaviza junto com o sangue pelas veias. O bombear do sentir nos faz vivos. Nos traz a força necessária para caminharmos sem que desistamos. Que nos impulsione a seguir adiante, em busca da colisão bela dos sentimentos. Corações se chocando... Amando...

Lindo!

Beijo Bandys!
Te adoro moça!

Everson Russo disse...

Uma semana toda linda pra ti querida...beijos e beijos.

A.S. disse...

Querida Bandys,

Sempre bela, intensa, sensual, excitante!...

Beijos meus!
AL

Joe Blanca disse...

A arte de sermos como somos é nos reconstruir a cada quebra e nos levantar a cada queda, cada vez mais belos e mais fortes. Por ainda caminhamos lado a lado.