terça-feira, 25 de outubro de 2011



Pensei em escrever coisas belas, sérias...
Mas o sério não se vê alegria, parece ironia
Criam-se rugas, envelhece precocemente.

Escreverei do teu sorriso e das nossas fantasias
E sem fazer economia, ficarei em euforia.
Nossa história vem com energia, folia,
Ora com ousadia, ora com calmaria...
Com teimosia, e também poesia.

Não escreverei o sério,
Porque quem se leva muito a sério
Não vive a riqueza da magia, não tem harmonia.

Falarei da paz do amor da grandeza existente numa dor
E sairei em silêncio, apaixonada. Cantando quem sabe
uma canção, aquela mesma que é nossa só nossa
que fala de amor da flor, da cor e do sabor.
Só falarei de coisas sem confusão, será nossa diversão.
Não levarei tão a sério as coisas da vida. Paixão.

...como moradia deixo meu coração pra você
amar, acalentar, afagar, curar, beijar e brindar...
e nada será tão sério.(Bandys) ♥

11 comentários:

Everson Russo disse...

Muitas vezes o sério contempla,,,reluz...estuda,,,traz pra si a paz...beijos de lindo dia pra ti...e me apaixonar...hummmmmmm...seria muito bom...

Everson Russo disse...

Sei lá, aquilo foi a tonalidade de um verso, mas eu acredito que sim, de repente, do nada voce pode olhar pra alguem e se apaixonar sim, num segundo,,,quanto ao sujeito citado, nem faço ideia quem seja...kkkkkkk...enfim,,,pode e nao pode acontecer,,,é muito momento.....beijosssssssssssssssssssssssssssss

Retalhos da Sol disse...

A vida levada muito a sério sufoca...perde o humor e a magia da alegria...

Bjossss meus, enSOLarados!

Mila Noya disse...

"Falarei da paz do amor da grandeza existente numa dor
E sairei em silêncio, apaixonada. Cantando quem sabe
uma canção"

Tão séria são suas palavras.Este sentimento que envolve e revolve, dando a leveza necessária a seriedade da vida.
Gosto muito daqui^^

Um beijo, Bandys.

Mila Noya disse...

"Falarei da paz do amor da grandeza existente numa dor
E sairei em silêncio, apaixonada. Cantando quem sabe
uma canção"

Tão séria são suas palavras.Este sentimento que envolve e revolve, dando a leveza necessária a seriedade da vida.
Gosto muito daqui^^

Um beijo, Bandys.

Joe B. disse...

"O que se leva da vida, é a vida que se leva!". A gente sabe como é, falar assim de um amor tão grande que mal cabe nas palavras, um amor em total sintonia e que as vezes se encaixa tanto na minha, quanto na sua poesia.
O dono de um coração assim também não fala sério no pé do seu ouvido, ele fala baixinho com o soprar sabor de um riso e contenta descontente como em um livro. E se de nada o destino me reservar, que fique em só no desejo: acalentar, afagar, curar, beijar e brindar, mas que jamais contenha a vontade de amar.

Dja disse...

Olá lindona.

lindooo


Porque quem se leva muito a sério
Não vive a riqueza da magia, não tem harmonia.


beijos meu carinho

MB disse...

Apaixonante como sempre!!!
Beijos
MB

A.S. disse...

Deixo-te o meu beijo querida!

AL

Edson Marques disse...

Adorei!


Quanto mais sério, mais longe de Deus...

Flores!

Everson Russo disse...

Um dia todo lindo pra ti queriad...beijos e beijos....tá brabo navegar nesses dias,,,o google tá aprontando de novo....