quinta-feira, 24 de novembro de 2011



Embriagam-me os beijos, os cheiros, os carinhos, os olhos.
Ouço os nossos soluços, os nossos silêncios gritantes..
A despedida desmedida em poesia, escrita em nossos corpos e mentes.
Grudadas em nossas retinas paralisadas, mesmo distantes..

Encanto dos nossos corpos dançantes,
Sem querer separar-se.
Silêncios, soluços.. Nossos calmantes.
Apenas palavras soltas, cambaleantes..

O beijo silenciado, selando as lágrimas.
Ficamos assim, mudos, emocionados, abraçados..
A lua lá fora teimosamente brilhante
Encerra nossa noite errante..

..e como sem licença, acertadamente,
adormeço nos braços teus..deliciosamente.(Bandys) ♥

14 comentários:

Felisberto Junior disse...

...ah...este doce amor...uma linda noite de amor...belo, suave e sereno...
Beijos!

João Moreira disse...

Olá anjo,


Esta tua descrição num belo poema, é um agradável inicio de noite e uma bela forma de adormecer entre lençóis e amor...

Fica bem
Beijinho doce

Thomas Albuquerque disse...

docemente belo, como gostos que se entrelaçam em amor e carinho

beeeijos

Will disse...

É quando os corpos ficam mais perto de Deus, posto que Deus é amor...

Que sensualidade, teus versos, sempre me fascinam...

Um abraço!

EU SOU NEGUINHA disse...

Se perder neste abraço é pura paz..
beijos em ti doce Bandys

EU SOU NEGUINHA disse...

Se perder neste abraço é pura paz..
beijos em ti doce Bandys

Sonhadora disse...

Minha querida

Não há nada melhor que adormecer nos braços do amor, como sempre a emoção à flor da pele.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Everson Russo disse...

Nossa vida, nosso amor, nossos corpos entrelaçados...e toda a poesia que puder existir...beijos de bom final de semana.

Pedro Menuchelli disse...

Não há nada melhor do que perceber momentos em que as coisas acontecem naturalmente, mas que somos amados, que percebemos que podemos contar com um outro alguém, a ponto de dar a vida por esse alguém. Infelizmente, hoje em dia, é dificil achar pessoas que se encaixem totalmente ao simples fato de estar perto, de compreender e de ser amigo. O importante é apenas agradecer e dar valor à momentos assim.

Senti muita falta dos seus textos Bandys. Espero que consiga voltar com mais intensidade pra cá. Um grande beijo, com carinho.

Luma Rosa disse...

Dormir embriadada de amor... Estava no paraíso, Bandys! Saltitando entre nuvens de algodão!! Bom fim de semana! Beijus,

Dja disse...

hummmmmmmm

Deliciiiiaaaa

Beijos lindona, ótimo fim de semana.

Everson Russo disse...

Um sábado todo lindo pra ti minha querida,,,com Renato Russo na vitrolinha....rs....beijos e beijos.

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Meu Deus!! Que quente menina...
Você é muito melhor do que eu nisso.
Por isso me inspiro em ti. Você tem o dom de midas na hora de detalhar os momentos mais diversos de uma entrega de amor. Tanto nas horas alucinadas, quanto nos momentos mais calmos, em que a luz acalenta.

Este teu poema é calor que enfeita a pele. Adorna o coração com pinceladas de sensualidade, capaz de laçar o amor na sua forma mais profunda. Tem cheiro de pele roçando noutra...

Bem sugestivo... aiai

Beijo caloroso!

Vinicius disse...

Bands sua poesia continua encantadora. Quanto tempo! Você está bem?

Abraço.