segunda-feira, 22 de julho de 2013



Ah! Silencioso choro morno
Soluço no luar..Lágrima do tempo..
Triste noite. Quero secar nossas lagrimas..
Eu insisto, pergunto e contorno..
Sua boca silenciosa me acha distante,
Meu peito dilacerante que no breu da madrugada
Borda com minhas palavras teu silêncio.
Ah Amor, sons noturnos suspirando mágoas,
Mal entendido, misturas de pensamentos errantes.
E antes de nos perdemos de nós
Nos embriagamos de todo nosso amor,
Acalmamos nossos corações
Reconfortamos o pulsar de nossas almas..

..a lágrima é o arco íris dos olhos e
nossos olhos o sorriso da alma... (Bandys)

21 comentários:

Lu Nogfer disse...

Oi, Bandys

por vezes as lágrimas silenciosas, abrem caminhos para um bem querer ainda maior. Nelas, escorrem verdadeiros sentimentos que outrora se escondera...

Parabens pela sensibilidade!

Beijos

Crista disse...

Beijão da CristaCristalCristalina,a famosa 3C...rsrsrsrsrs...
SEM LÁGRIMASSSSSSS!!!

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Bandys... hj deixaste o silêncio falar mais alto.. as vezes é bom mergulharmos nele.. ele guarda tantos segredos... gostei de ler.. bjs e um lindo dia

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Preciosa Poesía y una gran frase Final...Una maravilla.
Abraços e beijos.

Fábio Murilo disse...

"... Sua boca silenciosa me acha distante, Meu peito dilacerante que no breu da madrugada Borda com minhas palavras teu silêncio... ".

Adorei Bandys! Belo poema, de um lirismo comovente.

Dani disse...

O dia mente a cor da noite. E o diamante a cor dos olhos. *-*
Cativante poema.
Beijos

Paulo Renato Scheunemann disse...

Muito lindo o poema. Belas imagens que conseguistes capturar do tempo e sua influência sobre o silêncio e o amar...
Abraço!

Daniel Costa disse...

Bandya

Pode mesmo ser através da lágrima, que os nossos olhos brilham como o arco iris, na vereda da felicidade.
Beijos

wcastanheira disse...

Lindo, belo, intenso, vc sempre sugere a quem lê, um esforço para interpretar e isso é muiiiiito bom, pra ti guria e tua princesinha vai do tio Castanha bjos, bjos e bjosssssssssss

:.tossan© disse...

Fiquei ao ler esta com um sorriso na alma. Beijo

Patty disse...

SAUDADES DE LER ISSO E BANHAR MINNHA ALMA COM TODA ESSA ENERGIA, EMBORA HJ TRISTE, MAS LINDA.
ANTES DE NOS DESPEDIRMOS??


AHHH QUE TRISTE.
MAS EU AMEI.
ESTAVA MESMO COM SAUDAES DE PASSAR AQUI NO MUNDO DA BLOGOSFERA. TÃO OCUPADA ULTIMAMENTE, E COM PREGUIÇA DE NAVEGAR.
MAS DEIXO MEUS BEIJOS!!

PATTY.

Joe Blanca disse...

Lágrimas sempre se perderam pela alma, esperanças escaparam por entre os dedos, e o silêncio continuará calando as vozes das paixões mais impossíveis, pois enquanto houver este misto de caos e displicência rotineira, ainda haverá um pouco de humano dentro de nós, principalmente nas falhas.

Enquanto houver sol, enquanto houver aol, ainda haverá.

Ghost e Bindi disse...

the tear is .. rainbow eyes and
our eyes the smile of the soul ... (Bandys)

That rainbow eyes never come close, but when multiplied their colors, it is with tears of joy.

Nóis arranha nu ingreis tão bem... :)

G & B

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

QUE LINDO,BANDYS!

ESSE POEMA É DEMAIS,AMIGA.


VOU OPERAR O OLHO DIREITO EM AGOSTO.

SÓ ESTOU VISITANDO QUEM COMENTA NO MEU POR FALTA DE TEMPO.


BEIJOS E ÓTIMA SEMANA

DONETZKA

Ariana disse...

Essas lágrimas me fizeram companhia na noite passada. Mas ao ler esse texto sorri.
Lindo!

Beijos

Anônimo disse...

Nossas almas caminham juntas, as lagrimas são trocadas por um belo sorriso em conjunto!
Bjs
MB

Duda disse...

Qdo o coração se acalma, as lagrimas secam.. e o sorriso brota.

Lindo!!

Bjus

Thomas Albuquerque disse...

Quando as noites são traiçoeiras, o melhor é se unir.

beeeeijos

Larissa Bello disse...

Às vezes, o que verdaderiente nos conforta está contido no silêncio solitário de um choro noturno.

Bjos!

Suelen Muniz disse...

Oi Bandys,
às vezes o choro em silêncio é a melhor solução,de vez em quando é necessário deixar escorrer o que não cabe mais do lado de dentro.
E as duas últimas frases são sensacionais.

Uma boa semana,abraço =)

O Sibarita disse...

Pois é né? O Silêncio, sim, ele o silêncio... kkkkk

O silêncio:
É dor contida
É flor perdida
É amor florescido
É rumor nascido
É horror de quem silenciou...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

O Sibarita