segunda-feira, 15 de julho de 2013



Outras danças

No meu colo é onde você fica pra eu te amar
Nas horas que minha imaginação determina.
Dorme, sonha, acorda....
Andando caminhos, milhas voando...
Se precisar andarei mais um pouquinho
Buscarei perto ou longe
A intensidade do amor com carinho.

Fiz de mim pedaços reconstituídos
Para te dar o meu sorriso, os meus olhos...
Fiz-me, refiz..
Dancei outras danças, aprendi outros ritmos;
Sentir-me-ei confusa e tentarei de novo...De novo!

Pausadamente minhas derrotas me trazem pedaços da vida,
E eu calmamente vivo todos os momentos.

...sendo difíceis ou fáceis serei feliz pelo amor
O amor é a razão de ser do perdão. (Bandys) ♥

21 comentários:

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Esos momentos que se viven en sosiego y en calma, buscando ese Amor que esté lleno de Cariño y Efusividad.
Es cierto; el Amor es la Razón de Ser del Perdón.
Preciosa Poesía.
Abraços.

Lu Nogfer disse...

Lindo Bandys!
O amor compensa tudo. Todos os momentos e principalmente o perdão!

Beijos

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Que lindo,Bandys!

Emocionante,magistral,seu jeito de poetar sobre o amor.

Parabéns,minha amiga poeta!

Obrigada pela visita,beijos e ótima semana

Donetzka

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

Que lindo,Bandys!

Emocionante,magistral,seu jeito de poetar sobre o amor.

Parabéns,minha amiga poeta!

Obrigada pela visita,beijos e ótima semana

Donetzka

Lisa libanesa disse...

Sua linda...quanta saudades de você....
Boneca querida, você não pode imaginar, quanta tribulação me afastou daqui...mas tem um momento que tudo passa nessa vida não é?
Estou afastada do meu bloguinho....mas sinto falta de escrever o que tenho aqui dentro de mim...
Depois de um tempão vir aqui é entrar no céu do amor!!!
Que lugar que inspira!!!!!!!!!!!!
Teu blog me leva a sonhar... tudo o que sinto...
Vir aqui e buscar alimento para o coração que já sofreu muito....

Sempre você estará no meu coração viu? Pode acontecer um período de distância , mas isso não quer dizer que me esqueci de você lourinha linda!!!

Beijókas!!!

hippi disse...

Certamente que seu colo é o melhor lugar para estar, dormir, sonhar e acordar.
Nele vejo a vivacidade do seu olhar, seu perfume a exalar, o amor a emanar.
Eu, você e o tempo.
Nada mais importa.
Lindos versos, linda poesia, linda Li.
Bjos eternos.
Hippi

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Bandys.. uma dança embalada nos acordes do amor.. o colo e o cafuné... são sempre os melhores caminhos para um amor ser eternizado.. bjs e lindo dia

Daniel Costa disse...

Bandys

O essencial e que o amor ande sempre no ar, na eterna dança sem parança. Com positivismo a adornar.
Beijos

Daniel Costa disse...

Bandys

O essencial e que o amor ande sempre no ar, na eterna dança sem parança. Com positivismo a adornar.
Beijos

Fernanda Oliveira disse...

Olá amiga Bandys!
Que lindo minha querida seu poema...
Um amor assim é tudo, nos faz feliz demais!
Amo vir aqui ler-te, e algumas vezes saio daqui inspirada!

Beijos em seu coração e obrigada pela carinhosa visita!
Boa noite!!!

O Sibarita disse...

Pois é, no colo, né? kkkk

Sim, o perdão no amor é essencial...

Mas, a moça Bandys é todo amor sempre, tão bom! kkkkk

O amor num texto porreta!

O Sibarita

Smareis disse...

OI Bandys,

O amor movem o mundos inteiros dentro da gente.
Perfeito!! uma construção muito bonita, seu poema.
Ja tem atualização, passa lá pra da uma olhadinha.
Abraços!
ótima semana!

Fernando disse...

Olá Bandys
Que isso heim!!!!!
Que poema lindo menina. "O amor é a razão de ser do perdão." Mto lindo menina e a mais pura verdade nesta dança que é a vida. :)
gde abrsss
Fernando

Fernando Santos (Chana) disse...

Podemos passar inúmeras dificuldades, e ter de batalhar muito para alcançar certos objetivos e, ainda assim, morrermos na praia.
Podemos deixarmo-nos consumir pelo trabalho, e perder noites de sono ou deixar de passar finais de semana com a família apenas porque temos extrema necessidade de conseguir recursos para mantermos uma vida digna, ou amargarmos um período obscuro de desemprego.
Podemos assistir a injustiça bater à nossa porta e perceber, infelizmente, que em algumas ocasiões não há absolutamente nada a fazer.
Podemos chorar com o coração partido a perda da pessoa amada ou de um ente querido.
Podemos, por tanta coisa negativa que aconteça, julgar que tudo sempre dá errado conosco e maldizer nossa sorte.
Depois de tudo isto até podemos deixar passar pela cabeça a estúpida ideia de fazer uma grande besteira consigo mesmo, desde que seja exatamente assim: que tal ideia passe – e nunca mais volte, por que a Vida é Superação!
Nós não nascemos andando, não nascemos falando, nem pensando tanta bobagem - e o que não podemos em hipótese alguma é perder o ânimo, o espírito, e nossa capacidade de amar, de se superar e de viver!
~(Augusto Branco)

Cumprimentos

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Bandys. O poema todo é lindo, mas em específico, a última estrofe falou comigo.
"O amor é a razão de ser do perdão"
Li, reli, fiquei pensando e me lembrei da música de Vinícius, "REGRA TRÊS"
"...O AMOR TAMBÉM CANSA DE PERDOAR"
Quem ama, perdoa, fato!
Mas será que a letra tem razão.
São dois lados de uma moeda, delicados demais!
Bela reflexão!
Parabéns!
Beijos na alma, e tudo de bom!

Patrícia Pinna disse...

CORREÇÃO: MAS SERÁ QUE A LETRA TEM RAZÃO?
Beijo grande!

Evanir disse...

Fico imensamente feliz quando tudo
se encaminha para a luz do bem e da verdade.
Quando tudo , que eu acredito esta acontecendo comigo.
Eu vejo a luz no final
do túnel iluminando minha saída para um mundo
risonho e muito mais feliz .
Eu acredito na paz , que existe no amor
e na verdade.
Quando olhar à sua volta e só enxergar somente problemas,
busque a verdade, que esta dentro do seu coração.
Amigos verdadeiros é como anjos da guarda
enviado dos céus , todos criados por Deus.
Agradeço a Deus cada laço de amizade ,
que eu criei nesse mundo.
Hoje desfruto do amor e
da bondade de vocês.
Deus esteja sempre contigo
nessa caminha longa das nossas vidas.
Um abençoado final de semana,
beijos e meu carinho hoje e sempre ,Evanir.
E como cansa de perdoar minha amiga.

Thomas Albuquerque disse...

Um doce carinho ara a alma...beeeijos

Crista disse...

Dança,carinho,amor...melhor que isso,só isso!
Beijão...

Dilly Monnete disse...

Can't you see that I wanna fall from the stars straight into your arms?
(Stars - Simply Red)

Teu poema me fez lembrar da música e da doçura dos dias apaixonados que já tive ...
Beijinhos :3

Fábio Murilo disse...

“Pausadamente minhas derrotas me trazem pedaços da vida,
E eu calmamente vivo todos os momentos.

...sendo difíceis ou fáceis serei feliz pelo amor”.

Eis a formula da sua felicidade, de estar sempre de bem com a vida, Bandys.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/