sexta-feira, 2 de novembro de 2018



Cheguei despida.
Aproximei-me de ti
Só a alma me vestia
e um pouco de amor,
Nos olhos, um pequeno sonho
Na boca, a sede do gosto doce de mel
Nas mãos, uma dor que escorria,
No corpo a paixão que envolvia
Murmurei baixinho ...
Cheguei igual magia
Cheguei pra ficar...

...no mundo o meu universo concentrava
esse momento somente em você! (Bandys) ♥

6 comentários:

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Bandys,
Que lindo
" só a alma me vestia"(...)
Li e suspirei...
respirei e comento.
Bjins, te adoro!
CatiahoAlc. do Blog Espelhando

Elisabete disse...

Tanto amor e tanta ternura! Adorei!
Bjs

SOLIDARIEDADE disse...

O amor idealizado é sempre onírico e lúdico (e carregado dessa poesia..).
Abraços.

Daniela disse...

Aplausos a tanta beleza!
=)
Bjinhos e noite quentinha
Por aqui com, Beleza rompendo o céu

Lu Sam disse...

As cenas de entrega em intimidade são toda poesia quando se há paixão!
Linhas envolventes!
Abraços!

Prazere Carnais disse...

Gostei mto do seu blog!
Vou continuar a te seguir...