terça-feira, 10 de setembro de 2013


Vida em flor
Sonhava um sonho de fadas,
Mas me acordaram gritando.
Descoloriram o céu..
E havia fogos cinzando,
Tinham tomado conta
Queriam as nossas terras
Queriam as nossas vidas
Pra usarem em novas guerras..
Queriam a rebeldia,
Queriam nos drogar..
Queriam um mundo dopado,
Pra mais fácil conquistar
Queriam a sete chaves.

Queriam as forças do além
Mas encontraram as flores.
Que transmitiam o bem..
E as flores reconquistaram
Deram-nos a liberdade.
Tiraram cinzas do céu
E brilhou a claridade.
O mundo já era nosso,
O sorriso iluminou.
As flores viraram vidas,
E a vida floreou.

..todo dia nasce uma flor no jardim da minha vida,
 e recebo a liberdade como gotinhas de amor..(Bandys) ♥

20 comentários:

Patrícia Pinna disse...

Boa tarde, Bandys. Lindíssimo poema. Mundo transformado em luz depois de tanta guerra interior, jardim florido da mais pura e verdadeira paz!
Nascimento da bondade humana em nosso coração a cada dia, é urgente e necessário.
Beijos na alma e excelente setembro.

Não sei o que está havendo, mas a sua foto e de algumas pessoas não está aparecendo em meu blog, já atualizei e nada.
Beijos e paz!

LUZ disse...

Oi, querida amiga, Lily!

Que saudade!

Já não comentava seus posts há mais de uma semana, segundo creio.

Tudo bem com você e "nossa" mamãe?
Sei que sim, porque Deus é muito Misericordioso e Bom, e nos vai permitindo caminhar, mesmo devagarinho.

Amei seu escrito. As forças do bem, sempre vencem as do mal.

TUDO O QUE CINZENTO, MÓRBIDO E SEM ESPERANÇA, PASSA A SE COLORIR E A ENFEITAR PARA DAR SENTIDO ÀS NOSSAS VIDAS.

Você é livre, porque é do BEM e em cada gesto seu, espalha, lança uma flor, que vai originar um jardim de amor.

SÃO ASSIM, AS PESSOAS DE CORAÇÃO GRANDE, E VOCÊ É UMA DELAS.

Boa semana, com amor, liberdade e flores.

Beijos carinhosos da Luz, sempre.

Leozones disse...

De tão lindo mal consigo pensar.
As palavras vão e voltam na minha mente.
Lindo Poema, Linda Li, Linda Linda.
Que hoje, amnhã e depois e depois... apenas nasça perfeitas flores, nos perfeitos campos, os perfeitos sonhos.
Bjo

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde Bandys.. o mundo, nós que nele habitamos e todas as coisas que nele existem.. tem esse lado polar que é justo para buscarmos o equilibrio.. ng é 100 por cento bom ou 100 por cento mal.. somos apenas almas mais velhas ajudando as mais novas a passarem por este plano terreno.. ng pode se ver como um anjinho, pq querendo ou não temos o oposto dele dentro de nós.. mas que este fique em sono profundo.. lindo dia pra vc bjs

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Esas Flores que invaden el Jardín de nuestra Vida y nos dan esa Libertad que tanto ansiamos.
Precioso Poema.
Abraços e beijos.

Fernanda Oliveira disse...

Amiga Bandys, amei ler-te!
Que poema lindo...
Sinceramente hein... peço bis!rs

''As flores viraram vidas,
E a vida floreou. ''

Beijos em seu coração!

Fernanda Oliveira

Blue disse...

As flores,
tantas flores,
com seus perfumes,
que transmitem o bem,
e que a cada dia,
tantas liberdades de vida nos dão!

Beijo

Fábio Murilo disse...

Tua vida é um jardim florido, é um canto de pássaros, é um sossego de água cristalina correndo no regato. Prá você viver é tão fácil. Esse é seu jeito, jeito Bandys de ser.

http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

Thomas Albuquerque disse...

Entre idas e vindas na blogsfera, visitas e leituras, percebo que a poesia aqui segue singela, cheirosa e bonita

beeeijossss

Alexandre Lucio Fernandes disse...

As flores perfumam as almas. A primavera é a estação que transcende a beleza e cura. A vida floreia. Recomeços são como flores, são fragrantes. Tudo acaba sendo vencido pelo florir. Amor brota, exala.

Beijolindo!!

Daniel Andre disse...

Bom dia Bandys,

Uma ótima poesia, para se começar o dia. Tão singela e pura que toca o mais intimo da sensibilidade. Gostei tanto do seu espaço que continuarei por aqui e já te adicionei. Te convido a visitar meu humilde cantinho de poesias de minha autoria.

http://gagopoetico.blogspot.com.br/

Grande abraço e tenha um ótima dia!

O Sibarita disse...

Ei, dona moça! kkkkkk

Você própria uma flor e que flor, heim? kkkkk

O poema é joinha, boca de zero nove...

Zé Lalado

Ghost e Bindi disse...

Olá Bandys!
Às vezes é preciso reconquistar o que é nosso por direito...nossa liberdade, nossa vida digna, a terra que conquistamos com nosso trabalho, e que os gananciosos nos querem tomar...e também, o direito de sermos quem somos, sem que os preconceitos nos tirem a dignidade de ser.
Um grande abraço,amiga!

Bíndi e Ghost

Bonne journée à vous!
(Só pra não perder o costume, rs...)

Sónia M. disse...

Bandys, o final do teu poema, é sublime!

Deixo um beijo
Sónia

Everson Russo disse...

Menina Dy, minha eterna companheira, amiga fiel, doce menina, dona da poesia, menina Cazuza, minha flor meu bebe, enquanto houver no mundo, alma como a sua, jamais haverá guerra, teremos flores por todo o caminho, perfumes de almas suaves, sensíveis, doces, sorrisos leves e plenos, aquele olhar molhado que contempla o infinito, aqueles fios dourados que se entregam ao vento, enquanto existir alguém com esse seu carisma, essa sua verdade de ser, o bem sempre vencerá, a poesia sempre estará acima de qualquer coisa triste, e eu aqui estarei pra dizer obrigado por me permitir a longos anos um cantinho no seu esconderijo,,,saiba sempre, sua poesia é o jardim e você essa flor da vida que sua poesia contou,,, beijos de noite linda...

Mar Arável disse...


... e já é tanto ...

VilmaSouza disse...

Olá Bandys
passei aqui li alguns posts gostei de todos. Resolvi voltar pro meu blog quem sabe agora vou em frente. bjs

LUZ disse...

Oi, querida, mil vezes querida amiga! ♥

É tão bom "ver" e ler suas palavras em meu blog! Me sinto com você, acredita!

Parece que estamos conversando, bem pertinho uma da outra, tomando um chazinho ou um suco natural, sem açúcar, porque a gente já é demasiado, DOCE. É só por isso, e por causa do regime alimentar.

Agradeço, ou melhor, adorei suas palavras (ah! não vou agradecer, porque você é minha amiga, como irmã, e portanto, entre nós tudo se dá, de coração) em relação ao meu aniversário. É com o passar dos anos, que adquirimos experiência, alguma sabedoria e algumas pequenas rugas, de expressão, APENAS E SÓ.

Essa coisa dos "entas" é uma tramação. Eu, no próximo ano, se Deus quiser, retorno aos trintas. Não acha boa ideia? Vou fazer, sim. Nossa! É o cérebro que já não lembra tudo direitinho, é a coluna vertebral que...bem vou me calar, para não acinzentar minha noite.

QUE DEUS PERMITA, QUE TODOS NÓS, AVANCEMOS NO TEMPO, COM QUALIDADE DE VIDA. AMÉN!

Beijos e abraços bem carinhosos da sua amiga, LUZ.

PS: penso postar no "Luzes", esse final de semana. A gente, depois, se encontra e bate um papo, tá?

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Olá muitíssimo belo seu poema.Fala-nos do desamor e, em seguida o bem vencendo. poetas podem tudo, pois nos dizem muito com poucas, mas belas palavras.Sigo-te também. Beijo!

Fernando Santos (Chana) disse...

Muito belo poema...Espectacular....
Cumprimentos