domingo, 1 de maio de 2016


Escuta meu amor,
Que música trás teus lábios que lá fora os pássaros
fazem arruaça pra eu levantar?
Que nada é este querer teu que vem com o sol alegre,
fazer meu dia brilhar?
Que tons de cores você carrega na alma,
que ilumina colorindo minhas paisagens...
Ah moço, não faz assim, eu quero pra você o melhor de mim,
o melhor de mim. Sempre o melhor de mim..
Seus olhos trazem chuva nos meus..Molham... Marejam..
Sinto escorrer a emoção quente pelo meu rosto carente.

Minha boca amortece a lágrima, beija teus lábios suavemente..
E num toque macio ouço o teu murmuro, docemente..
Te amo, amor.

..a beleza do amor esta na simplicidade do gesto..(Bandys)♥ 

6 comentários:

Daniel Costa disse...

Bandys
De fato, a simplicidade do aceno de doação faz o poema com uma imagem bem bonita.
BRASIL: O SORRISO DE DEUS.
Capitania de São Vicente
Se comentar, agradeço o post agadeço.
http://amornaguerra.blogspot.pt/


Bjs

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Um poema cheio da espera e da chegada do amor.
Beijo*

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Que delicia
esse seu escrito!
Saudades.
Bjins
Catiaho Alc.

Mar Arável disse...

Noites claras

Sara com Cafe disse...

tuas escritas <3

Ghost e Bindi disse...

Que doce poema, que embala o coração...
O amor é muito suave, com doçura nos acorda, com carinho nos põe pra dormir...não grita, não ordena...diferente da paixão, que nos joga sobre a cama com violência, o amor nos conduz devagarinho, sussurrando motivos para nos deixar envolver por ele.
Um beijão!
Bíndi e Ghost