sexta-feira, 14 de outubro de 2016



Quando o sol se for
Farei uma declaração
Num riscado de cores,
De tintas, de luzes,
De falas e de danças...

Vou segurar sua mão
Iremos esperar a lua nascer,
As estrelas apontarem até ficarmos sem ar.
Do encontro de nossas bocas...
Teremos uma visão perfeitamente bela
E no silencio sentiremos nossos gostos doces.

Em nossas meninas dos olhos
Como se o preto queimasse fogos coloridos.
Uma força crença iluminará nossas almas
com clarões poderosos de amor.

...dançaremos em nossos corpos.
 Até a alma desmaiar.. (Bandys) 
   

4 comentários:

Elisabete disse...

Que lindos versos! Belíssima declaração de amor!
Bjs

Samuel Balbinot disse...

Boa tarde querida Bandys.. sempre com a criatividade poética em alta..
envolvente nas palavras e descrevendo o estar com alguém que tanto buscamos nesta vida... bjs meus e até sempre

Daniel Costa disse...

Boa tarde Bandys

Que beleza de poema baseado em metáforas, como sabes, como sempre apresentas.
Veja e comente o post
Capitania do Ceará
http://amornaguerra.blogspot.pt/
BRASIL: SORRISO DE DEUS.
Bjs

A Casa Madeira disse...

São belos suas composições em versos.
Boa continuação de mês.
janicce.