quinta-feira, 18 de janeiro de 2018


São saudades de um mundo contente feito céu estrelado. Feito flor abraçada por borboleta. Feito café da tarde com bolinho de chuva. Onde a gente se sente tranquilo como se descansasse num cafuné. Onde, em vez de nos orgulharmos por carregar tanto peso, a gente se orgulha por ser capaz de viver com mais leveza.
É como se tivesse descido do céu uma nuvem pintada de véu que nos envolve (e)ternamente.  Para teus sonhos, dou as minhas asas, e renasço deusa todos os dias, com nossos laços visíveis e invisíveis.  Como a beleza das flores, como a doçura da pele, como o amor que ninguém sabe como nasceu. (Bandys) 

2 comentários:

Elisabete disse...

Tanta doçura! Parece que estamos no paraíso.
Bjs

Anônimo disse...

São as delicadezas
Feliz semana!
Beijos