domingo, 8 de julho de 2018



Nenhuma condição é permanente
A flor já foi semente
Me vi perdida, te encontrei confidente...
Dormi na lua minguante dancei na crescente
Tudo muda de repente
Fui culpada e inocente,
Frágil e resistente, triste e sorridente.
Me achei perdidamente,
Ausente e presente
Pedi a estrela cadente
Amar docemente
Pacientemente...

...que nenhuma lágrima seja o último sorriso do amor.
Incondicionalmente.(Bandys)

5 comentários:

Elisabete disse...

Concordo com o 1º verso.
Lindo poema, Bandys!
Bjs

SOLIDARIEDADE disse...

Gosto tanta de sua poesia, quanto da musicalidade que imprimes, em palavras, os teus sentimentos.
Abraços

Daniel Costa disse...

Olá Bandys
De facto não há condições permanentes. Porém o poema é interessante incondicionalmente.
Beijos

Jaime Portela disse...

Tudo muda, na verdade.
Este poema é brilhante, parabéns pelo talento criativo que as tuas palavras encerram.
Querida amiga, um bom fim de semana.
Beijo.

BETONICOU disse...

Concordo minha querida Bandys! Pequeno, e grandioso em poesia. Parabéns pela linda inspiração. Grande beijo.