sexta-feira, 14 de dezembro de 2012



Candura

No olhar dos teus olhos vejo minha loucura

nenhuma viagem estará à altura

do meu amor doçura,

nem será clausura.

Nosso amor que a alma me cura

Vem, chega com bravura e toca com brandura...

Não carece rótulos só a enorme ternura

de duas criaturas sem frescura

sem nenhuma compostura,

quando me pega pela cintura

fazendo-me travessura.


...deixo-te livre dentro de mim, para que faça tua leitura...(Bandys) ♥

24 comentários:

Severa Cabral(escritora) disse...

NOSSA!!!!
VIM BOTAR MINHA AMIGA PRA DORMIR E ENCONTRO NESTAS LINDAS PALAVRAS O SENTIDO DA LEITURA...
BJS DE BOA NOITE !!!

Sónia M. disse...

Um poema excelente!!
A tua sensualidade envolve :)

Beijinhos
Sónia

Poeta Mauro Rocha disse...

Sublime sutileza de pura beleza, isso resume seu poema dentro de um blog cheio de amor.

Tenha um ótimo fim de semana.

Bjs

Toni Ibañez disse...

Bandys, sen duda deixando livre a leitura sera sublime e sencillamente apoisoante.
Moitos Beijos

Fernando disse...

Nossa rsrs
Seu cantinho continua especial Bandys :)É lindo o jogo q vc faz com as palavras. Bela poesia.
bjs menina
até mais
Fernando

Everson Russo disse...

E como um voo gostoso ao infinito,,,leve,,,sentimentos soltos...pele arrepiada do desejo,,,essa paz tão desejada em sonhos vira versos e dos versos vira amor...beijos menina dona da poesia...lindo final de semana pra ti...

wcastanheira disse...

Noooossa q quentinho, adoro sito, vibro com stes poemas coladinhos, in, in, um mimo, um adelicia, um agostosura, o tio viaja, delira e manda pra vc bela poetiza, bjos, bjos e bjosssssss

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Como simpre, bellas palabras envueltas dentro una sensualidad y sensibilidad que desbordan Pasión.
Um abraço.

Will disse...

Delícia de versos, tão bem descreve a sensualidade refletida nos olhos de quem a vê e de quem se sente admirada...

Um abraço!

Primeira Pessoa disse...

ô bandy...
cê tem que arrumar de um jeito que a marmanjada preste mais atenção no texto do que na ilustração...
não que tenha sido este o meu caso... juro que não...

o que cê chama de travessura no poema, lá em são raimundo nós chamamos de "bobiça"... rs

abração do

r.

VIDA E LIBERDADE disse...

Minha florzinha....

Esconde a câmera, que tô chegando!!!rsrsrs....
Chego aqui e vejo toda essa candura...essa brandura em suas palavras de amor....e suspiro!!!
Como suspiro!!!
Suspiro pelo grande amor que tenho guardinho no coração...
Este coração quentinho repleto de carinho....
Este mesmo coração que deixo aqui, para que ele aprenda com você a ser um pouco mais feliz....

Minha flor... te gosto tanto!!!

beijos

Lisa

Marilis

Everson Russo disse...

Dy querida,,um lindo sábado pra ti sob o luar de Minas...beijos e flores...

Anônimo disse...

Dy...

Palavras que encantam, ecos de sedução de uma deliciosa paixão...

Estás arrasando nas imagens, belíssimas!...

Baci blu che toccano il tuo cuore... Buon fine settimana...

ONG ALERTA disse...

Boas travessuras .....beijo Lisette.

Marcos de Sousa disse...

Uma poesia de beleza e sensualidade incrível.

O mundo sob o meu olhar

Everson Russo disse...

Noite florida pra ti Dy...beijos e canções...

Everson Russo disse...

Um domingo todo lindo pra ti Dy querida e uma semana toda colorida...beijos e flores...

Majoli disse...

MARAVILHA!!!
LINDO!!!

Uauuuu amiga, quanta magia, doçura, loucura, travessura...AMEI!!!

Beijos mil querida.

Manuel disse...

Felices fiestas y año nuevo en compañía de tu seres queridos.
Un cordial saludo.

Crista disse...

Tá loco...assim não dá!!!!
Também, se tu dissesses que não o deixarias livre dentro de ti para fazer sua leitura...juro que viria aqui e rodava a baiana contigo,te dava umas voadeiras e nem sei mais o que!!!
Te deixo em paz,para que ele te leia com calma e com sofreguidão!!!
Beijão...

Alexandre Lucio Fernandes disse...

Sincronização de prazer. É um convite que adentra os hormônios, dilacera o coração em debutes intenso de amor. Delicadeza que se inflama na mescla de suor, no atrito dos corpos.

É candura, a chama que brutaliza o peito com uma magia de força incomparável. O amor nos vem ao topo dos olhos. Reflexos que se beijam. almas que bailam unidas, coladinhas... A leitura se dá...

Deliciosamente...

Beijo!

Thomas Albuquerque disse...

Que beleza essa coisa de amor doçura...é a sua cara.


beeeijos

O Sibarita disse...

kkk Pois é! Na travessura de um belo poema me entrego aos desejos plenos... kkkkkkkkkkkkkkkkkk


O Sibarita

cheguevara disse...

sensual.
CHE